quarta, 04 de agosto de 2021
SIGA-NOS

Morre paciente que reencontrou filha no hospital após transplante de pulmão: ‘Grande despedida’, diz pai



Publicado em quarta-feira, julho 14, 2021 · Comentar 

Paciente reencontrou a filha dois meses após transplante de pulmão, em Rio Preto — Foto: Hospital de Base/Divulgação

paciente que estava internado no Hospital de Base de São José do Rio Preto (SP) e reencontrou a filha dois meses após um transplante de pulmão não resistiu e morreu no fim de junho. A morte foi informada ao G1 pela família do rapaz nesta terça-feira (13).

Victor Hugo Teixeira Moutinho, de 25 anos, estava internado no hospital desde o dia 12 de abril, quando passou pela cirurgia e deixou de ver a filha, de oito meses. O reencontro, que também teve a presença do pai, mãe e esposa do paciente, aconteceu no dia 17 de junho com a ajuda de equipes da instituição.

De acordo com Paulo Lopes Moutinho, pai de Victor Hugo, o quadro de saúde do filho começou a apresentar sinais de piora no mesmo dia do encontro com a família.

“O encontro estava programado para ser feito no jardim do hospital. Mas quando o médico viu o raio X do tórax, ele já disse que tinha um sinal na imagem e não deixou a equipe de enfermagem descer com o Victor Hugo para o pátio. Para não comprometer mais o estado de saúde dele, o encontro foi feito na porta da UTI”, explica Paulo.

Segundo o pai, o reencontro foi uma oportunidade do paciente estar com a filha e uma despedida da família.

“Uma das fotos mostra o olhar da filha para ele e o dele para ela. Todo mundo, quando vê, fala que parece uma foto de despedida”, conta emocionado.

“Depois do encontro, quando a esposa dele desceu com a filhinha, ele quis conversar comigo e com a mãe dele. Ele queria saber o que o médico tinha falado. Em seguida, ele pediu para voltar para a cama porque estava cansado. Nós nos despedimos e aquele foi o último encontro que nós tivemos com ele consciente. Foi uma grande despedida.”

Paciente teve encontro com a família no hospital dois meses após transplante de pulmão em Rio Preto — Foto: Hospital de Base/Divulgação

Paciente teve encontro com a família no hospital dois meses após transplante de pulmão em Rio Preto — Foto: Hospital de Base/Divulgação

Victor Hugo morreu no dia 26 de junho. Ele foi sepultado em Belo Horizonte (MG), cidade onde morava com a família antes de se mudar para Rio Preto para a realização do transplante.

G1 entrou em contato com o Hospital de Base, que informou que segue as determinações da Lei Geral de Proteção de Dados, LGPD, e, portanto, não tem autorização para divulgar informações do caso.

No entanto, o HB lamenta a morte do paciente e reforça que é uma das referências nacionais para quase todos os tipos de transplantes realizados no Brasil.

Entenda o caso

De acordo com Paulo, Victor Hugo teve diagnóstico de bronquiectasia, que é uma condição de dilatação dos brônquios. Ele soube da necessidade do transplante no fim de 2018 e começou o tratamento em Belo Horizonte, mas precisou ser encaminhado para Rio Preto no fim de 2019.

Antes da cirurgia, Victor Hugo estava em estágio avançado da doença. Contudo, ele aguardava a cirurgia em casa.

Desde a realização do transplante, em abril, o paciente permanecia internado no Hospital de Base após também ter contraído uma infecção hospitalar.

*Colaborou sob supervisão de Paola Patriarca 

Da Redação 
Com G1

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48