quarta, 22 de setembro de 2021
SIGA-NOS

Carro é encontrado queimado em área de buscas por Lázaro Barbosa em Goiás



Publicado em terça-feira, junho 22, 2021 · Comentar 

Policiais encontraram um carro queimado na manhã desta terça-feira (22) às margens de uma estrada de chão que dá acesso à Gruta dos Ecos, região onde acontece buscas por Lázaro Barbosa, suspeito de matar uma família em Ceilândia, no DF.

O carro, um Corsa Classic, ficou totalmente destruído pelas chamas. Até as 14h50, ainda havia pequenos focos de fumaça no local.

A Polícia Técnico Científica fez uma perícia no veículo e no local, por cerca de uma hora, na tarde desta terça, a fim de descobrir se ele foi usado pelo fugitivo.

Carro queimado encontrado em área de buscas por Lázaro em Goiás — Foto: Fábio Lima/O Popular

O delegado Rilmo Braga, da Gerência de Planejamento Operacional, acompanhou os trabalhos até as 15h15, quando a perícia terminou. O G1 perguntou ao policial se o carro tem relação com a fuga de Lázaro, mas ele disse que não pode falar sobre o assunto.

Militares entraram em contato com chacareiros da região para saber se o carro pertence a algum morador, mas até o início da tarde não haviam recebido informações de furtos na região.

Buscas estão no 14° dia

O trabalho de buscas nas matas de Cocalzinho de Goiás entraram no 14º dia nesta terça. Os policiais passaram a contar com rádios comunicadores que têm um alcance de até 30km, além dos helicópteros, cães farejadores e dos drones com visão noturna e térmica.

Cinco cães farejadores trabalham nas buscas pelo suspeito, entre eles, a cadela Cristal, que ajudou nas buscas por desaparecidos após o rompimento da barragem de Brumadinho (MG). Um dos cães chegou a se machucar na travessia de um rio (veja no vídeo acima).

O pastor alemão Sauke foi carregado por policiais nos ombros. O ferimento na pata foi leve e ele está bem, segundo a PM.

Na segunda-feira (21), uma moradora denunciou que viu um homem, parecido com o fugitivo, passar por uma propriedade rural. Segundo ela, ele estava mancando.

Policiais e bombeiros com cães farejadores acompanharam a mulher para fazer uma verificação na área.

Carro queimado é encontrado próximo a local de buscas a Lázaro Barbosa, em Goiás — Foto: Fábio Lima/O Popular

Chacina no DF

Cláudio Vidal, Cleonice Marques, Gustavo Vidal e Carlos Eduardo Vidal foram mortos por Lázaro Barbosa — Foto: Arquivo pessoal

Segundo a polícia, ele reapareceu e cometeu uma chacina contra uma família de Ceilândia, no Distrito Federal, em 9 de junho.

Ele é suspeito de assaltar a fazenda e matar a tiros e a facadas os integrantes da família Vidal:

  • Cláudio Vidal, de 48 anos – pai e empresário;
  • Gustavo Vidal, de 21 anos – filho do casal;
  • Carlos Eduardo Vidal, de 15 anos – filho do casal;
  • Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos – a mulher do empresário foi sequestrada e morta. O corpo foi achado no sábado (12), em uma mata próxima à casa da família.

Cronologia da fuga

  • 9 de junho : Lázaro invadiu uma chácara no Incra 9, em Ceilândia (DF), onde matou a tiros e a facadas um casal e dois filhos. Roubou a chácara após o assassinato da família. Ele teria rendido o caseiro, o dono da propriedade e a filha dele;
  • 11 de junho de 2021: Lázaro fugiu para Cocalzinho de Goiás logo em seguida.
  • 12 de junho de 2021: Ele atirou em quatro pessoas, invadiu fazendas e colocou fogo em uma casa ao fugir da polícia. Os feridos foram levados a hospitais da região, sendo que dois estavam em estado grave até sábado (19).
  • 13 de junho (domingo): Furtou um carro e o abandonou na BR-070 após avistar uma barreira policial, dando sequência à fuga para uma mata.
  • 14 de junho : Caseiro de Cocalzinho de Goiás disse à polícia que atirou em Lázaro Barbosa após ele falar que ia entrar na casa (veja o vídeo abaixo). Chacareiro relatou que ele fugiu depois de ser atingido. Lázaro foi filmado no curral de uma fazenda entre os distritos de Edelândia e Girassol. A polícia acredita que ele passou a noite no local. O caseiro diz que o homem pediu comida e em seguida fugiu para a mata;
  • 15 de junho: Dois policiais militares de Goiás foram baleados durante buscas do suspeito. Delegado diz que Lázaro fez casal e adolescente reféns em Edelândia. Uma parente da família relatou os momentos de pânico;
  • 16 de junho: Lázaro Barbosa foi visto por um morador em uma área rural.
  • 17 de junho: a polícia retomou as buscas em matas da região e mudou a base de operação pela segunda vez. Houve nova troca de tiros e secretário de segurança pública acredita que ele esteja ferido;
  • 18 de junho: durante buscas o secretário de segurança pública disse que acredita ter visto Lázaro. Segundo PRF, ele foi visto em um chiqueiro durante a tarde, mas fugiu novamente para vegetação;
  • 19 de junho (sábado): a houve uma grande movimentação de policiais na região de Águas Lindas, depois que um morador afirmou ter visto Lázaro em uma gruta da região. No mesmo dia, a cadela que atuou nas buscas pelas vítimas da tragédia de Brumadinho chegou a Cocalzinho de Goiás;
  • 20 de junho (domingo): as buscas por ele foram intensificadas por policiais civis, militares e federais. Foram usadas três aeronaves e cinco cães farejadores na caçada.
  • 21 de junho (segunda-feira): Pela manhã uma moradora denunciou que viu um homem, parecido com o fugitivo, passar por uma propriedade rural. Policiais e bombeiros com cães farejadores acompanharam a mulher para fazer uma verificação na área. Militares de vários batalhões vasculharam casas rurais em busca de pistas e rastros que Lázaro possa ter deixado;
  • 22 de junho (terça-feira): policiais retomam buscas por Lázaro e recebem rádios comunicados do Exército Brasileiro com alcance de 30km.

Da redação/ Com G1-GO

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48