quinta, 01 de outubro de 2020
SIGA-NOS

Em crise, Corinthians tenta superar o Fluminense no Maracanã



Publicado em domingo, setembro 13, 2020 · Comentar 

SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – Dois dias após a demissão de Tiago Nunes, o Corinthians enfrenta neste domingo (13) o Fluminense, no Maracanã, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. O clube alvinegro será comandado interinamente por Dyego Coelho.

A demissão de Nunes foi anunciada na noite desta sexta (11). Ele não resistiu aos resultados ruins, protestos e insatisfações do elenco. A entrevista coletiva concedida após a derrota contra o Palmeiras, a última do treinador no comando do clube, foi a “gota d’água” para que ele caísse em descrédito com o grupo de jogadores.

Além disso, o valor da multa rescisória, considerada baixa para o “mundo do futebol”, facilitou a demissão de Tiago Nunes.

A maioria dos atletas considerou que Tiago Nunes exagerou ao criticar o elenco, principalmente, ao especificar os erros individuais dos jogadores e se isentar de culpa. O treinador chegou a dizer na mesma entrevista que seu trabalho era de alto nível e performance.

Para os jogadores, o excesso de críticas internas e externas prejudicavam a confiança dos atletas em campo -principalmente os jovens. Além disso, o excesso de alterações no time irritava os atletas. Tiago Nunes só repetiu a escalação sete vezes em sua passagem pelo Corinthians. O elenco considerada que o treinador se mostrava perdido com isso e “roubava” a confiança do grupo.

O presidente Andrés Sanchez havia falado publicamente que só demitira o técnico se ele “perdesse o grupo”. Como a adesão do elenco trabalho de Tiago Nunes era muito baixa, a diretoria sequer esperou o jogo contra o Fluminense.

A multa rescisória não foi entrave para que Tiago Nunes fosse demitido no Corinthians. O UOL Esporte apurou que o clube paulista pagará um salário mensal do treinador para quebrar o contrato.

A reportagem ainda apurou que Tiago Nunes ganhava R$ 450 mil por mês, valor que o Corinthians terá que desembolsar. Mas o “pacote Tiago” custava R$ 800 mil, somando todos os integrantes da comissão técnica.

Além dos maus resultados e insatisfação dos jogadores, a cúpula alvinegra considerou que o time não mostrava nenhuma identidade em campo. Tiago Nunes se mostrava perdido em suas decisões e, por isso, era consenso entre dirigentes, comissão técnica e jogadores, que não havia esperanças em relação ao trabalho do técnico.

FLUMINENSE
Enquanto isso, o técnico Odair Hellmann prepara o Fluminense para o confronto deste domingo e tenta solucionar problemas no setor ofensivo.
Agora sem Evanílson, vendido ao Porto, e Fred, com coronavírus, o treinador tem um quebra-cabeça para montar e escalar o ataque tricolor.
Isso porque não há centroavantes de ofício à disposição. Ainda que tenha iniciado a carreira nas divisões de base atuando como camisa 9, Marcos Paulo recebe poucas chances como referência do ataque. Mesmo assim, tende a ser ele o escolhido para começar a partida, uma vez que a opção por Nenê como “falso 9” não deu muito resultado na derrota para o Flamengo.
Caso opte por um ataque de mais mobilidade, Odair pode manter Fernando Pacheco na equipe. O peruano, entretanto, também não foi bem na chance que recebeu no clássico, e deve ser opção no banco de reservas. Dentre os velocistas, Wellington Silva deve ser titular depois de ser o melhor da equipe na parte ofensiva contra o São Paulo e na primeira etapa contra o Flamengo. Luiz Henrique corre por fora.

Estádio: Maracanã, no Rio
Horário: 16h
Juiz: Braulio da Silva Machado (SC)

FLUMINENSE
Muriel; Calegari, Digão, Luccas Claro e Egídio; Yuri, Dodi e Michel Araújo; Nenê, Wellington Silva e Marcos Paulo (Fernando Pacheco). T.: Odair Hellmann

CORINTHIANS
Cássio; Michel Macedo, Bruno Méndez, Gil e Lucas Piton; Gabriel (Camacho) e Cantillo; Gustavo Mosquito, Ramiro e Otero; Jô. T.: Dyego Coelho (interino)

Da redação/ Com Paraíba Online

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48