quarta, 23 de setembro de 2020
SIGA-NOS

Adolescente de Guarabira mata companheira a facadas em AL, tenta matar taxista e acaba preso



Publicado em terça-feira, agosto 25, 2020 · Comentar 

Um adolescente guarabirense de 16 anos foi apreendido na noite desta segunda-feira (24) no município de Caiçara (PB) em uma ação conjunta das Polícias Civil e Militar de Guarabira, no Agreste da Paraíba. O menor infrator matou sua namorada, a adolescente Erika Monteiro dos Santos, de 16 anos.
O crime de feminicídio aconteceu no início da noite desse domingo (23) na residência do casal no centro do município de Messias, na Zona da Mata de Alagoas. O corpo da adolescente estava no chão da cozinha com vários golpes de faca no pescoço.
Segundo a polícia, após matar a namorada o jovem enviou mensagens para o WhatsApp da mãe dele confessando o crime. A PM de Alagoas não conseguiu localizar o adolescente tendo em vista que ele fugiu para o estado da Paraíba, em um transporte alternativo (UBER), locado pelo valor de R$ 500 reais.
Segundo a PM da Paraíba, ao chegar na Rodovia PB-073, entre as cidades de Sapé e Guarabira, o adolescente anunciou assalto ao motorista, desferiu quatro golpes de faca contra ele e em seguida fugiu com o veículo do mesmo. Bastante ferido no local, o motorista foi socorrido e encontra-se no Hospital de Trauma de João Pessoa em observação das cirurgias. De acordo com o tio da vítima, ele não corre risco de morte.
O adolescente acabou sendo localizado após um trabalho de buscas dos policiais militares da Guarnição do Comando do 4º BPM e civis do Grupo Tático Especial (GTE) da 8ª Delegacia Seccional. Na delegacia, ele confessou os delitos cometidos e sobre o crime da companheira, ele contou os detalhes em entrevista ao repórter Pedro Júnior do FontePB.
“Não queria ter feito isso, mas foi um momento de muito estresse. Escutei coisa que não queria escutar”, relatou acrescentando que matou a namorada após ela ter confessado uma traição.
O adolescente foi ouvido, confessou os crimes e em seguida foi autuado pelos atos infracionais cometidos. Ele ficará à disposição da Justiça dos dois Estados, explicou o delegado seccional Felipe Castellar.
Da redação/ Com PortalUmari
Repórter Pedro Júnior
Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48