segunda, 21 de setembro de 2020
SIGA-NOS

Com dois gols de Cano, Vasco vence o São Paulo em São Januário



Publicado em domingo, agosto 16, 2020 · Comentar 

Embalado pela vitória na estreia, o Vasco novamente fez valer o fator casa e venceu o São Paulo por 2 a 1 em São Januário neste domingo, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro. Germán Cano, que passou em branco contra o Sport, voltou a balançar as redes e marcou os dois gols da equipe comandada por Ramon Menezes. Reinaldo, de pênalti, descontou.

O Cruz-Maltino volta a campo na próxima quinta-feira, quando faz a primeira partida fora de casa, contra o Ceará, no Castelão, às 20h (de Brasília). No mesmo dia e horário, o Tricolor recebe o Bahia, no Morumbi.

TRICOLOR COMEÇA MELHOR
O chute de Germán Cano, aos 20 segundos de jogo, dava a impressão de que o Vasco teria o domínio das ações, atuando em casa, mas não foi o que aconteceu. Nos primeiros minutos de jogo, o São Paulo fez forte pressão da saída de bola do Cruz-Maltino, forçou erros e chegou com perigo com Daniel Alves, Pablo e Tchê Tchê.

VASCO REAGE E EQUILIBRA AÇÕES
Acuado, o time de Ramon tinha dificuldades de entender o posicionamento variável dos rivais. Os donos da casa chegaram com perigo novamente apenas aos 25′, quando Benítez lançou Talles Magno, que completou de cabeça e obrigou Volpi a fazer grande defesa. A partir daí, a partida ficou um pouco mais equilibrada, com ambas as equipes chegando pouco nas áreas adversárias. A exceção foi uma bomba de Igor Gomes, defendida por Fernando Miguel.

SÃO PAULO VOLTA AGRESSIVO, MAS…
Na segunda etapa o São Paulo voltou mais agressivo, como no início do jogo, e conseguiu uma nova pressão sobre o Vasco. Paulinho Boia mandou uma bola na trave em chute da meia lua e Daniel Alves levou perigo em cabeçada após cobrança de escanteio.

… APARECE O MATADOR CRUZ-MALTINO
Aos 16, no entanto, passou a valer a velha máxima do futebol: quem não faz, leva. Após cobrança de escanteio de Benítez, a bola parou nos pés de Germán Cano. O argentino não perdoou e abriu o placar. Mais confiante e melhor na marcação, o Vasco passou a gostar do jogo e conseguiu ampliar, novamente com o artilheiro Cano, aos 29. Andrey fez boa jogada individual e rolou para o argentino, dentro da área, marcar o décimo primeiro gol dele na temporada.

REINALDO DESCONTA
No fim, o São Paulo teve um pênalti marcado com a ajuda do VAR. Reinaldo cobrou a primeira vez e Fernando Miguel defendeu adiantado. O juiz mandou voltar e na segunda tentativa ele converteu e diminuiu para o Tricolor, mas não houve tempo para a reação.

FICHA TÉCNICA
VASCO 2 X 1 SÃO PAULO

Data/Hora: 16/08/2020, às 16h (de Brasília)
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Gramado: Regular
Público/Renda: Portões fechados
Árbitro:  Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO) Nota L! – 6,5 – Controlou bem o jogo e não interferiu no resultado.
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (CBF-GO)
Cartões amarelos:  Bruno Gomes, Cayo Tenório (VAS);  Igor Gomes, Liziero, Pablo, Fernando Diniz, Reinaldo, Arboleda (SAO)
Cartão vermelho: –

Gols: Germán Cano (16’/2ºT, 1-0 e 29’/2ºT, 2-0) e Reinaldo (51’/2ºT, 2-1)

VASCO: Fernando Miguel, Cayo Tenório (Miranda, 37’/2ºT), Ricardo Graça, Leandro Castan e Henrique; Fellipe Bastos (Neto Borges, 32’/2ºT) e Andrey, Gabriel Pec (Bruno Gomes, intervalo) e Benítez (Guilherme Parede, 37’/2ºT); Talles Magno e Germán Cano. Técnico: Ramon Menezes

SÃO PAULO: Volpi; Juanfran (Igor Vinícius, 34’/2ºT), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê (Gonzalo Carneiro, 33/2ºT), Liziero (Gabriel Sara, 20’/2ºT) e Dani Alves; Igor Gomes (Helinho, 31’/2ºT), Pablo e Paulinho. Técnico: Fernando Diniz

Da redação/ Com Lance
Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48