sexta, 04 de dezembro de 2020
SIGA-NOS

Hospital inaugurado há quase 2 anos nunca foi utilizado, diz CRM



Publicado em terça-feira, julho 28, 2020 · Comentar 

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) visitou um hospital na cidade de Cacimba de Dentro, no Curimataú do estado e constatou que a unidade está sem funcionar desde sua inauguração. O Hospital Luiz Olegário Silva foi entregue e está toda equipada desde dezembro de 2018, mas ainda não recebe pacientes.

De acordo com o CRM-PB, atualmente, a assistência à saúde da população de Cacimba de Dentro é realizada no Hospital Municipal Isabel Moreira de Souza, que só tem um médico de plantão 24 horas, não possui respirador, não faz monitorização dos pacientes vítimas da Covid-19, não tem laboratório especializado, nem realiza exame de imagens. No entanto, no Hospital Luiz Olegário da Silva, que recebeu um investimento de aproximadamente R$ 8 milhões, conforme dados do Governo da Paraíba, na época de sua inauguração, há dois respiradores na sala de estabilização, bloco cirúrgico completo, sala de radiografia com equipamentos e Central de Esterilização.

Veja fotos do hospital:

Cacimba de Dentro possui 17,2 mil habitantes e, desde o início da pandemia da Covid-19, já registrou 138 casos de infecção pelo novo coronavírus e um óbito, conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Hospital Luiz Olegário Silva

Segundo informações do Governo da Paraíba, na época da inauguração do hospital, em dezembro de 2018, a unidade deveria possuir 28 leitos, sendo seis para observação adulto, dois leitos de observação pediátrica, sala de estabilização de pacientes graves, sala de procedimentos e pequenas cirurgias, inaloterapia e enfermarias climatizadas.

Após a visita desta segunda-feira (27), o CRM-PB vai elaborar um relatório que será encaminhado aos gestores estaduais e municipal, além do Ministério Público.

SES explica

De acordo com a SES, o referido hospital não é gerenciado pelo Governo do Estado. A assessoria de comunicação do órgão informou que o executivo estadual apenas executou a obra e equipou a unidade hospitalar, ficando a cargo da prefeitura a gerência e manutenção dos equipamentos instalados, bem como a contratação de profissionais para trabalharem no local.

Cacimba de Dentro

A reportagem tentou entrar em contato com a Prefeitura Municipal de Cacimba de Dentro para que fossem prestados os devidos esclarecimentos. Entretanto, as ligações não foram atendidas e as mensagens não foram respondidas.
Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48