quinta, 15 de abril de 2021
SIGA-NOS

Pastor amigo de Bolsonaro vende caroço de feijão por até R$ 1.000 para “curar o coronavírus”



Publicado em quinta-feira, maio 7, 2020 · Comentar 

Valdemiro Santiago e Bolsonaro

Amigo pessoal e um dos mais próximos aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no meio evangélico, o pastor Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Reino de Deus, está vendendo uma semente de feijão branco por “no mínimo” R$ 100.

O preço mais caro do caroço de feijão pode custar até R$ 1.000. A campanha é direcionada aos fiéis e foi lançada na internet. O produto seria usado para “curar o coronavírus”.

Em vídeo divulgado nas redes, Valdemiro Santiago reproduz a imagem de um pastor mostrando um suposto laudo médico da cura de um doente terminal, dando a entender que foi milagre da semente.

Apresentado por Valdemiro, o pastor que anuncia a suposta cura milagrosa usa máscara facial, que é uma recomendação médica para dificultar o contágio do coronavírus.

“Você vai plantar uma semente para a obra de Deus. Estamos convocando empresários, comerciantes, fazendeiros, empreendedores para plantar uma semente generosa, uma semente grande na obra de Deus. Essa semente menorzinha que você vai plantar é de R$ 100″, diz ele em vídeo.

Segundo o pastor, “quanto mais se planta, mais se colhe”. Ele vende a sementinha grafada com as palavras “Sê tu uma benção”. O bordão é marca da Igreja Mundial para os produtos ungidos.

“Eu queria que você tomasse posse ligando na central, pra adquirir essa semente. Você recebe ela em casa. Você vai tirar da caixinha essa semente, vai plantar, num pouquinho de terra, num adubo orgânico, num esterco, num algodão molhado. E ela vai nascer e na planta vai estar escrito sê tu uma benção”, diz Valdemiro.

No vídeo, Valdemiro não diz que a semente é de feijão, mas as imagens da plantinha crescida não deixam dúvida sobre isso. O pastor também evita afirmar que se trata de uma venda, a exemplo de suas outras promoções de produtos milagrosos, para não ser acusado de charlatanismo.

Santiago fala em “propósito” de R$ 1 mil para obter uma semente. Mas também aceita “propósito” de R$ 500 ou R$ 100. Segundo ele, o dinheiro deve ser depositado em uma conta da Igreja Mundial e o caroço será entregue pelos Correios ou pelo pastor de um templo, mediante apresentação do comprovante do pagamento.

Da Redação 
Com Pragmatismo Político 
Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48