quinta, 28 de maio de 2020
SIGA-NOS

Ministério Público denuncia advogada que tossiu nas maçanetas dos vizinhos para espalhar coronavírus



Publicado em sábado, março 28, 2020 · Comentar 

A advogada e digital influencer Japa Mantovani está sendo investigada pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), após publicar um vídeo contando que “deu uma tossidinha de trinco em trinco” nas portas das vizinhas para elas “largarem de ser idiotas e fofoqueiras”. Mantovani, que também é apresentadora de um programa de TV na cidade de Cascavel, onde mora, está aguardando o resultado do exame para Covid-19.
“Aqui no meu prédio todo mundo já sabe que eu estou podre (referindo-se à possível contaminação com coronavírus) e hoje as vizinhas tão pirando porque eu fui no elevador pegar minha comida”, justificou a influencer no início do vídeo publicado nos stories da sua conta no Instagram. Ela tem mais de 80 milhões de seguidores na rede social, onde compartilha sua rotina como advogada.
De acordo com informações do portal Uol, o processo tramita desde anteontem na 1ª Vara Especial Criminal de Cascavel. No mesmo dia, o juiz Osvaldo Alves da Silva determinou que a Secretaria Judiciária marcasse uma audiência para ouvir a advogada, o que ainda não tem previsão.
O promotor de Justiça Ângelo Ferreira justifica que, por se tratar de uma pessoa popular nas redes sociais, o vídeo intitulado “lambi os trincos todos” publicado por Mantovani, pode levar a duas reações com ambas “criando situação de pavor”. A primeira seria o “efeito manada” que o conteúdo poderia causar “em tempos de pandemia do novo coronavírus” em razão do “poder de influência” da advogada no ambiente digital.
“A segunda, consiste em alastrar o pânico entre os moradores de seu prédio e de todos aqueles que, de alguma forma, mantém contato com os moradores dali, sejam prestadores de serviço, sejam parentes, enfim. Haverá uma indesejada estigmatização dos moradores locais”, completou o promotor de Justiça.
O Ministério Público pede ainda que a Justiça determine que Japa Mantovani grave e publique vídeos educativos sobre o novo coronavírus e o pagamento de multa de um salário mínimo para a Secretaria Municipal de Saúde comprar kits de testagem para covid-19.
Com a má repercussão do caso, a jovem de 28 anos diz já perdeu contratos com marcas que publicavam em suas redes sociais, algo que representa cerca de R$ 16 mil da sua renda mensal. Em entrevista ao Uol, a influencer contou que começou a sentir os sintomas da Covid-19 após retornar de uma viagem à Espanha, mas o exame testou positivo para H1N1. Até se recuperar, ela está com o programa de TV suspenso e promete tomar medidas contra quem a atacou.
A influencer negou que tenha tossido nas portas. Ela afirma ainda que um dos vizinhos pegou apenas um trecho do vídeo e divulgou no WhatsApp. “Pelo amor de Deus, né? Imagina alguém fazer um negócio desse [tossir nas portas]? Não vai nem para cadeia, vai para o inferno. Um dos meus vizinhos pegou minha brincadeira, recortou 27 segundos e largou em grupos de WhatsApp como se fosse verdade. Muita gente viu só este trecho. Meu teste deu negativo para covid-19”, declarou.
O vídeo na íntegra, que contém 3 minutos e 26 segundos, permanece no perfil da digital influencer. Logo no início ela diz convoca os seus seguidores a se divertirem com ela “dessa desgraça [de suspeita de covid-19] porque chorar não vai fazê-la mais leve”.
“Foi um desabafo e uma ironia debochando do preconceito dos vizinhos. Me proibiram de jogar até o lixo lá fora. Tinha gente na minha cidade dizendo que se tivesse um surto em Cascavel, iriam me bater. Estava sendo escrachada por causa disso. Eu assumo ter feito este vídeo, mas antes deste trecho da brincadeira com a tosse, eu disse ‘vamos rir disso porque só assim iríamos sair de uma situação dessa’. Deixei bem claro”, se justifica.
Da Redação 
Com Blog do Tião Lucena 
Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48