terça, 07 de abril de 2020
SIGA-NOS

Jovem que lambeu vaso sanitário para debochar do coronavírus testa positivo



Publicado em quinta-feira, março 26, 2020 · Comentar 

Dias depois de lamber vaso sanitário em banheiro público, jovem dos EUA é hospitalizado com coronavírus. Conta dele em rede social foi suspensa 

Larz, 21, é “digital influencer”

Um influenciador digital da Califórnia (EUA) anunciou hoje ter sido hospitalizado dias depois de postar um vídeo na rede social ‘TikTok’ lambendo um vaso sanitário, em um “desafio” durante a pandemia do novo coronavírus.

Identificado como Larz, de 21 anos, o norte-americano anunciou no Twitter: “Meu teste para coronavírus deu positivo”. A conta na rede social acabou suspensa.

O registro, feito cinco dias antes, faz parte do chamado Coronavirus Challenge, no qual usuários de redes sociais se filmam lambendo vasos sanitários em locais como banheiros públicos e aviões.

Antes do registro lambendo um vaso sanitário, Larz já havia divulgado um vídeo no qual aparecia lambendo um pote de sorvete em um supermercado.

Nas redes sociais, o episódio repercutiu. “Esse aí no Brasil gritaria mito”, escreveu um internauta. “Como foi intencional, na briga foi uma vaga hospitalar ele deveria ser o último”, observou outra.

Coronavírus nos EUA

A Organização Mundial da Saúde fez uma previsão sombria sobre o avanço da pandemia nos EUA. A OMS afirmou que o número de infectados com a Covid-19 nos Estados Unidos está aumentando muito rapidamente e alertou que, em breve, o país pode virar o novo epicentro mundial da pandemia.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nessa quarta-feira (24) que não deve se precipitar para pôr fim às medidas de isolamento por conta do coronavírus no país que atingem quase a metade do país. “Não vou fazer nada precipitado ou apressado”, disse Trump. “Eu não faço isso.”]

Ele sinalizou que o governo dos EUA deve repensar sua estratégia após o fim dos 15 dias de isolamento. Em uma entrevista coletiva na Casa Branca, ele reforçou que ainda com o retorno às atividades, manteria o distanciamento social.

Trump disse também que vai assinar um alívio fiscal como resposta aos efeitos econômicos da pandemia “imediatamente” assim que chegar à sua mesa e que não teria problemas em voltar a pedir mais dinheiro para o Congresso.

Senadores republicanos e democratas e a Casa Branca chegaram nesta madrugada a um acordo sobre um plano federal de estímulos de US$ 2 trilhões para aliviar as consequências da pandemia do coronavírus sobre a economia do país. O pacote deverá auxiliar trabalhadores, empresas e o sistema de saúde.

O valor equivale a aproximadamente R$ 10,2 trilhões, o que representa um montante maior do que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em valores correntes, que em 2019 totalizou R$ 7,3 trilhões.

Da Redação 
Com Pragmatismo Político 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48