domingo, 20 de setembro de 2020
SIGA-NOS

“Brincadeira” que viralizou pode causar traumatismo e levar à morte



Publicado em quinta-feira, fevereiro 13, 2020 · Comentar 

Vídeos de um novo desafio viralizaram nas redes sociais recentemente. No entanto, “brincadeira” pode causar sérias lesões e até a morte. Profissionais de saúde se manifestam

Um desafio que vem sendo chamado de “quebra-crânios” está causando preocupação, principalmente entre pais e profissionais da saúde. Três pessoas ficam lado a lado enquanto a do meio, desavisada, salta. Os dois das extremidades aplicam uma rasteira, causando sua queda.

Diversos vídeos com a nova “brincadeira” estão circulando na web. Pelo Twitter, o Colégio Santo Tomás Aquino confirmou que um dos vídeos foi gravado em suas dependências.

“Recentemente, tornou-se viral nas redes sociais, um vídeo de alunos do ensino médio da nossa instituição participando de um jogo o qual supostamente estaria colocando em risco a saúde e integridade física de um dos jovens. Hoje, as partes envolvidas foram convocadas à direção da escola para iniciar os procedimentos correspondentes, ajustados às disposições legais pertinentes”, escreveram.

Em outro vídeo, a pessoa que é derrubada fica desacordada. Há ainda um terceiro que mostra um adolescente supostamente fraturando o braço quando cai, enquanto alguns de seus colegas riem.

“Essa brincadeira idiota já chegou aqui. Minha filha me contou que duas amigas iam fazer isso com um coleguinha. Por favor, mostrem para as crianças o perigo que estão correndo”, alertou uma mãe do Rio Grande do Norte, há poucos dias, em suas redes sociais.

Médicos de diversas especialidades também compartilham as imagens com o intuito de alertar os pais. “Traumas como esses podem levar a uma hemorragia intracraniana, necessitar de cirurgia de emergência, levar ao coma e até mesmo a morte”, observou a pediatra Lilian Gonçalves Zaboto em suas redes sociais.

“Uma brincadeira que os amigos podem achar engraçado, que não tem nada demais, mas que na verdade pode levar a um traumatismo craniano e até morte! As crianças e adolescentes fazem porque não têm noção do perigo. Cabe a nós passar isso a eles”, afirmou a ginecologista e obstetra Érika Mantelli, em seu Instagram.

VÍDEOS:

Os vídeos estão repercutindo nas redes sociais. “Essa molecada de hoje em dia se dá mal por besteira; são abobalhados. A minha geração era mais desenrolada, tinha mais ‘malícia’”, escreveu um internauta.

“Fomos criados nas ruas, jogando bola no calçamento, subindo em pés de fruta. As crianças e adolescentes de hoje foram criados dentro de apartamento”, respondeu outro.

Outros vídeos:

Da Redação 
Com Pragmatismo Político

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48