sábado, 14 de dezembro de 2019
SIGA-NOS

Polícia investiga se cantor assassinado à tiro em Patos foi atraído para morte



Publicado em terça-feira, novembro 19, 2019 · Comentar 

O cantor Elinaldo Felipe dos Santos Filho, popularmente conhecido como “Naldinho Mix”, de 22 anos, que foi morto a tiros na madrugada do domingo (17), em Patos, no Sertão da Paraíba pode ter sido levado para o famoso ‘cheiro do queijo’, essa é uma das linhas de investigação da polícia, segundo matéria publicada no G1PB.

Segundo informações da Polícia Civil, o crime aconteceu após o jovem sair de uma festa com uma adolescente, de 16 anos.

Leia também: Jovem artista natural de Mulungu é executado a tiros durante festa rave em Patos/PB

De acordo com o delegado Gaudêncio Neto, responsável pelo caso, a vítima que morava em João Pessoa, estaria na cidade para gravar um videoclipe com um amigo. A versão foi confirmada pela assessoria do artista.

O cantor havia ido a uma festa com amigos. O evento foi realizado em uma área isolada e afastada da zona urbana.

Amigos do jovem, a adolescente que estava com ele e uma amiga dela foram ouvidos pela polícia. Em depoimento, a adolescente contou que estava com o cantor em um imóvel que está em construção.

“Inicialmente, ela informou que quando eles saíram chegou um indivíduo que pediu os pertences deles e rendeu os dois. Eles deitaram no chão, como não tinham nada, ele foi atingido cabeça sem reagir”, contou Gaudêncio Neto.

O delegado explicou ainda que a investigação continua para confirmar se o crime pode ser tratado como latrocínio ou se há envolvimento da adolescente na ação. Até as 15h desta segunda-feira (18), o suspeito de matar o cantor não havia sido detido.

O cantor foi sepultado na cidade de Mulungu, no Agreste paraibano, onde ele viveu por alguns anos.

Da Redação
Do ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48