terça, 10 de dezembro de 2019
SIGA-NOS

“Mãe, não chora não, mãe”, disse menina de 5 anos após ser baleada, antes de morrer



Publicado em quarta-feira, novembro 13, 2019 · Comentar 

Ketellen Umbelino de Oliveira Gomes, a menina de 5 anos morta por bala perdida em Realengo, Zona Oeste do Rio, na terça-feira (12), chegou a confortar a mãe na hora do disparo. “Mesmo caída no chão, ela dizia: ‘Mãe, não chora não, mãe’”, lembrou a tia-avó Daise da Costa.

Ketellen estava indo pra a escola com a mãe, de bicicleta, quando três homens armados e encapuzados saíram de um carro, atirando, na Praça da Cohab. O alvo dos atiradores era Davi Gabriel Martins do Nascimento, de 17 anos – que também morreu. “A Jessica (mãe) ficou desesperada quando viu a menina caída no chão com a perna ensaguentada”, contou Daise.

A mãe de Ketellen não se feriu e levou a filha para a UPA do Jardim Novo, em Realengo. No fim da tarde, ela foi transferida para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, onde foi operada. Depois da cirurgia, o quadro se agravou, e a menina morreu no fim da noite.

“Os vizinhos ajudaram a socorrer, mas ela perdeu muito sangue”, emendou a tia-avó, que é copeira e estava no trabalho quando soube do ocorrido na Cohab.

Execução

Pai de Ketellen, o pintor Augusto de Oliveira Gomes afirmou que um dos atiradores fez um sinal quando viu que a garota tinha sido atingida. “A sensação que a gente tem é de pegar o maluco que fez isso e fazer pagar da mesma forma. Minha filha tinha só 5 anos”, lamentou Augusto.

Assista abaixo reportagem sobre o caso exibida pelo SBT:

 

Da Redação 
Com Paraíba Já

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48