sexta, 15 de novembro de 2019
SIGA-NOS

Na PB: 51 dias de trabalho para arcar com os custos médios de um enterro



Publicado em quarta-feira, outubro 30, 2019 · Comentar 

Com R$ 1.475 de rendimento médio no estado, de acordo com os mais recentes dados da PNAD, apura-se que seriam necessários 51 dias de trabalho para arcar com os custos médios de um enterro (dados da ABREDIF). Estudo da Bons Investimentos indica, num infográfico interativo, quanto seria necessário investir por mês para arcar com tais despesas
Com a chegada do Dia de Finados, a equipe do Bons Investimentos criou novo estudo identificando quantos dias são necessários, em cada unidade da federação para arcar com os custos médios de um enterro. Dados da ABREDIF (Associação Brasileira de Empresas Funerárias e Administraras de Planos Funerários), mostram que tal custo gira em torno de R$ 2.500. Cruzando tal valor com o rendimento médio em cada estado, dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), identificou-se quantos dias de trabalho seriam necessários para arcar com tais despesas.

Na segunda parte do estudo, avaliou-se quanto seria necessário investir ao mês para ser possível custear esses valores. Para 5 anos de investimento, com o aporte mensal sendo investido em algum título que renda a taxa básica de juros comparado ao valor médio do enterro sendo inflacionado pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), o valor mensal a ser investido seria R$ 41,99. Esse valor se reduz com o tempo: R$ 20,99 para 10 anos, R$ 10,31 para 20 e assim por diante.

Para dúvidas em relação à matéria, favor acessar Iara Regina, respondendo a este e-mail, ou pelo whatsapp: 11-967-590-443. Abaixo, trecho da matéria:

Em estudo realizado pela equipe do site Bons Investimentos, verificou-se quantos dias de trabalho seriam necessários em cada estado do Brasil para arcar com as despesas médias de um enterro, conforme dados da ABREDIF. Utilizando rendimentos médios divulgados pela PNAD6 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) no mês de out/2019 referentes a 2018, constatou-se que são necessários, em média, 39 dias de trabalho para arcar com os custos de um enterro. Para o estado do Maranhão, porém, a quantidade de dias de trabalho sobe para 64. Mais de dois meses de trabalho para arcar com as despesas. No infográfico interativo abaixo é possível checar os valores referentes a cada uma das unidades federativas.
Também parte do estudo mencionado acima, identificou-se o quanto um indivíduo deveria investir por mês para estar preparado para lidar com as despesas de um enterro médio. Para tanto, consideraram-se duas correções de valores: o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) para corrigir o valor de um enterro médio, que registrou a taxa móvel anual de 2,89% a.a. em set/2019, e a Taxa Básica de Juros (Selic), corrigindo o valor do aporte mensal, no valor de 5,5% a.a..

 

Da Redação
Com Iara Regina

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48