quinta, 14 de novembro de 2019
SIGA-NOS

Feira Livre, sorda e a procissão se tornam ‘Patrimônio Cultural e Imaterial’ de Belém/PB



Publicado em segunda-feira, outubro 21, 2019 · Comentar 

A prefeita Renata Christinne sancionou a lei 475/2019 tornando Patrimônio Cultural Imaterial a Feira livre de Belém, a Sorda de João de Deus e a Procissão de Nossa Senhora da Conceição, três manifestações ou elementos culturais fortemente enraizados na cultura belenense e que perduram por várias gerações.

De iniciativa da gestão da prefeita Renata, o projeto de lei foi aprovado pela Câmara Municipal de Belém e contou a contextualização histórica do professor Júnior Miranda, licenciado em História pela UEPB, e de José Teixeira, Oficial de Justiça e filho de João Teixeira, conhecido por “João de Deus”, o qual produzia a Sorda, biscoito artesanal feito de rapadura e outros ingredientes, e atualmente produzido por um dos seus aprendizes, o Bibil Sordas.

O reconhecimento da Procissão de Nossa Senhora da Conceição, da Sorda de João de Deus e da Feira livre de Belém, como Patrimônio Cultural Imaterial do município, contribui para a preservação dos saberes e das manifestações populares, fortalecendo e valorizando a cultura local.

Conheça um pouco mais sobre a história da Feira livre, da Sorda de João de Deus e da Procissão da Padroeira de Belém: http://bit.ly/2pIPB25 

Da Redação 
Com Secom/PMB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48