sexta, 22 de novembro de 2019
SIGA-NOS

Guerra declarada: Ex-vice que renunciou, abre baterias contra prefeita de Conde, que se defende



Publicado em terça-feira, setembro 24, 2019 · Comentar 

Está aberta a guerra pública entre o médico Temístocles Ribeiro Filho, vice-prefeito de Conde, litoral sul da PB, que renunciou ao mandato na tarde desta segunda-feira (23) em carta encaminhada a Câmara Municipal e a prefeita Márcia Lucena.

Temístocles acusou na carta o grupo da prefeita de fazer um terrorismo com ele e sua família por não concordarem com os rumos dados na política do município e revelou que sua renúncia seria para “reencontrar paz”, supondo que a gestora transformaria sua vida em um inferno.

Após a leitura da carta no plenário da Câmara, a prefeita Marcia Lucena através de sua assessoria, respondeu com uma nota as declarações de Temi Filho na manhã desta terça-feira (24).

Na nota, a prefeitura afirma que o ato se deu pelo fato de ele ter sido flagrado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) cometendo acumulação de cargo público, o que é vedado por lei e  considerou fantasiosa a afirmação de que ele seria vítima de perseguições por parte de integrantes da Gestão Municipal, o que teria causado a  sua  renúncia.

Horas depois, o agora ex-vice-prefeito voltou a se pronunciar e rebateu a nota da prefeitura acusando a prefeita e seus auxiliares de falsificar documentos  sobre seu acúmulo de cargos apontado pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB).

“Ela [a prefeita Márcia Lucena] justifica dizendo que tenho processo no TCE, mas esse processo do TCE que existe, tomei conhecimento através das mídias sociais, nunca fui nem citado. Fui me informar no TCE essa semana, existe uma carta de citação que foi enviada a minha casa na cidade do Conde onde assina uma pessoa que não se identificou, então é falsificação de documento, não é assinatura minha nem de ninguém que mora na minha casa”, afirmou ao tempo que garantiu judicializar o caso.

Temístocles Filho voltou a creditar  sua renúncia ao tratamento dado a ele, pela prefeita e os seus: “A justificativa da renúncia são as constantes agressões, xingamentos nas mídias sociais, isso vai enchendo”, disse.

Da Redação 
Do ExpressoPB

 

 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48