segunda, 20 de maio de 2019
SIGA-NOS

Audiência Pública discute Coleta Seletiva de resíduos sólidos no município de Mari/PB



Publicado em quinta-feira, março 14, 2019 · Comentar 

A Prefeitura do Município de Mari, na zona da mata paraibana, realizou nesta quarta-feira (13) Audiência Pública para discutir sobre a implementação da Coleta Seletiva de Resíduos Sólidos. O evento, que contou com o apoio e parceria do Ministério Público da Paraíba e da Federação dos Municípios da Paraíba-FAMUP, reuniu professores, Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Edemias do Município, representantes de Associações, comércio local e Igrejas, além de várias Secretarias e outros órgãos Municipais.

A Audiência foi aberta pelo Prefeito do Município, Antônio Gomes, e contou com palestras do coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias do Meio Ambiente, promotor de Justiça Raniere Dantas e do Promotor José Farias, além do Representante da FAMUP, Pedro Dantas.

O Prefeito Antônio Gomes considerou de fundamental importância a participação da comunidade durante a audiência e que o objetivo da gestão municipal é partir na frente em relação aos demais Municípios na implantação da Coletiva Seletiva do lixo. “Já lutei muito para acabar com o problema do “lixão” e, infelizmente, não temos conseguido sucesso, pois é uma ação que precisa do comprometimento e conscientização de toda a sociedade. Mas a partir de agora, com o apoio do Ministério Público, vamos dar um exemplo de cidadania e sair na frente de outros Municípios que ainda não implantaram a coleta seletiva”.

Já o promotor de Justiça Raniere Dantas lembrou aos presentes que o MPPB está auxiliando os municípios que, além de manifestarem o interesse de acabar com os lixões a céu aberto, querem também implantar a coleta seletiva como uma das soluções de destinação dos resíduos. “Estamos enfrentando esse grave problema que é a existência dos lixões. Porém não foi o prefeito quem produziu esse problema. É a sociedade que produz o lixo, então é primordial que ela seja envolvida na busca das ações tidas como alternativa social, econômica e ambiental mais adequada para acabar com os lixões a céu aberto e diminuir significativamente a quantidade de rejeitos a serem destinados a aterros sanitários. E hoje, vendo esse auditório lotado, já saio fortalecido”, disse o Promotor.

Para o Promotor José Farias, a Coleta Seletiva é um serviço público de interesse de todos, e que a separação do lixo se aprende quando criança. Segundo ele, a educação para a correta separação do lixo começa em casa e continua na escola formal. “Os professores são olhos e cabeças e a saúde mãos e braços, nessa tarefa. Tem que ser pela via da educação,” enfatizou.

Logo após a Audiência foi realizada uma reunião técnica com o Prefeito do Município, Secretários municipais e demais órgão ligados a administração pública para discutir um cronograma de metas que possibilite a gestão oferecer condições para destinação do lixo.

Da Redação 
Com Ascom/PMM

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48