quinta, 22 de agosto de 2019
SIGA-NOS

Com nova condenação na justiça, ex-prefeita Luiza fica ainda mais distante de voltar a disputar a prefeitura de Sapé



Publicado em sábado, fevereiro 9, 2019 · Comentar 

Alvo de uma nova condenação na justiça por improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Estadual, a  ex-prefeita de Sapé, Zona da Mata da PB, Maria Luíza do Nascimento Silva, fica cada vez mais difícil a possibilidade de concorrer a prefeitura nas próximas eleições.

Nessa nova condenação (processo nº 00001578-14.2017.815.0000) a Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça, suspendeu os direitos políticos da ex-prefeita pelo prazo de cinco anos, além do pagamento de multa civil. Também foi condenada na ação Luzinete da Conceição Gomes, que ocupou o cargo em comissão de Assessora de Comunicação na prefeitura, ao tempo em que também trabalhava em um comercio da cidade, causa da ação de improbidade.

Tanto a ex-prefeita quanto sua ex-assessora alegaram que serviços como assessora de Comunicação da Prefeitura eram prestados nas horas vagas, no intervalo do almoço, à noite e finais de semana, a justiça não se convenceu dos argumentos.

As várias complicações na justiça, não tem reflexos na opinião de uma considerável parcela da população de Sapé, que tem a ex-prefeita como referência política e sempre lhe prestigia com expressivas votações a seus candidatos, seja no pleito estadual ou municipal. Ter Luiza como cabo eleitoral é reforço considerável para qualquer palanque, por isso ela é muito respeitada no meio político sapeense.

Cada vez mais complicada com as ações judiciais, a vocação política da ex-prefeita, que também já foi prefeita de Sobrado, deve ser explorada em outras candidaturas, porque para uma candidatura dela só a partir de 2024, caso não hajam outras condenações mais adiante.

Da Redação 
Do ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48