quinta, 25 de abril de 2019
SIGA-NOS

Relatório sobre suposta fraude no Bolsa Família em Mari/PB envolvendo ex-gestor do programa é considerado ‘fulminante’



Publicado em sábado, dezembro 1, 2018 · Comentar 

O escandaloso caso de suspeita de fraude no Programa Bolsa Família na cidade de Mari, Zona da Mata da Paraíba, que veio a tona em fevereiro deste ano através de matéria no Blog do Ninja envolvendo o ex-Coordenador do Programa, Marcos Silva, parece ganhar um novo capítulo.

O relatório que apurou o caso vazou no início dessa semana e parece ser nitroglicerina pura, o qual indica para a realidade da fraude, com indicativo de outras irregularidades, além das que foram apontadas na denúncia inicial.

Leia também: Suposta fraude no Bolsa Família em Mari: Ex gestor se defende atacando, não esclarece os fatos e secretária não se pronuncia

Pelo que apurou o ExpressoPB.net a denúncia foi entregue nos órgãos de fiscalização estadual e federal, o município abriu processo administrativo e o Tribunal de Contas da União teria aceito a referida denúncia e encaminhado ao Ministério Público Federal.

No relatório de mais de 50 páginas, as revelações são extremamente sérias e o desfecho desse caso deve dar muita dor de cabeça nos envolvidos.

A denúncia

Segundo a matéria que originou do blog do Ninja, publicada em fevereiro, haveria indícios de que o cadastro da mãe do ex gestor do programa, o Sr. Marcos Antonio Silva, teria sido ‘turbinado’ com a inclusão de pessoas da família que não teriam direito ao benefício, que não residem com a beneficiária, bem como nomes fictícios no referido cadastro.

Após a publicação, o irmão de Marcos Antonio, o professor Adriano, de imediato usou seu perfil na rede social facebook para se dizer espantado com a notícia e logo, disse não ter responsabilidade sobre o fato. “Se realmente há esse cadastro, os nomes do meu filho e esposa foram incluídos de forma fraudulenta e sem autorização minha, possivelmente pelo ex-gestor do bolsa família, que por sinal é meu irmão. Cabe a ele se pronunciar Espero que tudo seja esclarecido e se houver ALGUM CULPADO QUE PAGUE!”, escreveu Adriano que horas depois voltou atrás e disse que a sua postagem inicial teria sido mal interpretada e anunciou medidas judiciais contra o blog que publicou a matéria.

Tanto Adriano como o seu irmão, o ex coordenador do programa Bolsa Família, principal alvo da denúncia, prometeram tomar medidas jurídicas a quem vazou os dados, que segundo eles são sigilosos.

Apesar de toda a tentativa de intimidar a mídia para não repercutir o fato e de desqualificar as matérias jornalísticas sobre o assunto, o ex coordenador não negou que os nomes citados estejam no cadastro, não explicou o que de fato ocorrera para aqueles nomes aparecerem no sistema, preferindo buscar desesperadamente identificar quem deu vazão das informações para a mídia.

Da Redação 
Do ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48