terça, 25 de setembro de 2018
SIGA-NOS

Delegada comenta atuação dos mais de 970 imigrantes chineses registrados na Paraíba



Publicado em domingo, setembro 16, 2018 · Comentar 

A Paraíba tem sido ao longo dos anos um dos estados brasileiros onde a migração estrangeira optou para morar, crescer financeiramente e divulgar pelos mais variados cantos do planeta as belezas que são oferecidas. São chineses, japoneses, venezuelanos, argentinos, chilenos, equatorianos, cubanos, holandeses, americanos, franceses, africanos e demais imigrantes que chegaram e não querem mais voltar para seus países de origens.

O Estado onde o sol nasce primeiro nas Américas se tornou o “xodô” dessas pessoas, que renovam a permanência no Brasil muito antes dos vistos em seus passaportes perderem a validade.

 

Dentre todas essas nacionalidades, os chineses chamam a atenção por suas habilidades comerciais. Em grande número, eles podem ser encontrados nos principais pontos comerciais do centro das grandes cidades do Estado. Em João Pessoa, ocupam também estabelecimentos em bairros da orla marítima, explorando o ramo de pastelarias, pizzarias, restaurantes, decorações e diversas outras atividades lucrativas.

 

A delegada da Polícia Federal, Carolina Patriota Martins informou que 972 chineses estão registrados na Paraíba, todos acompanhados de perto pela Delegacia de Controle Migratório da PF (Delemig-PFPB), onde a mesma é a chefe. Os dados, no que dizem respeito à quantidade desses orientais na Paraíba, são do sistema disponibilizado junto ao Ministério da Justiça, principalmente da Divisão de Registro Migratório.

 

Imigrantes orientais

A maioria dos chineses chegou ao Brasil por via aérea, o que também deve ter ocorrido na Paraíba, de acordo com a delegada da PF, Carolina Patriota. “Não há, porém, como precisar o modo como eles chegaram ao país, sendo que a maioria dos chineses registrados ingressaram por via aérea”, alegou a delegada, informando que a Delegacia de Controle Migratório da PF (Delemig-PFPB) não tem como precisar o que esses estrangeiros fazem.

“As atividades laborais desempenhadas pelos chineses, assim como os demais estrangeiros, não são objeto de controle da delegacia”, afirmou.

Redação/Pbagora

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48