sexta, 20 de abril de 2018
SIGA-NOS

Célio Alves aponta contradição de Camila Toscano: “casa de ferreiro, espeto de pau”

Publicado em domingo, Abril 15, 2018 · Comentar 

Na tarde deste sábado (14), o presidente do PSB de Guarabira e pré-candidato a deputado estadual, Célio Alves, foi o entrevistado dos radialistas Martins Júnior e Jaílson Maia, no programa Tribuna Livres, da Rádio Cultura de Guarabira. Durante quase duas horas, o dirigente partidário respondeu a perguntas da produção do programa e de ouvintes de Guarabira e toda região.

O vereado Renato Meireles, fez uma participação por telefone e levantou uma questão envolvendo a deputada estadual Camila Toscano, apontando contradição da parlamentar, que cobra do Estado reajuste salarial para todos os servidos. Célio comentou a participação de Renato e disse que Camila tem discursos distintos, dependendo da conveniência.

“Ela tem, insistentemente, caído num erro que não deve ser cometido na política, que é o da contradição, da incoerência. Na Assembleia ela faz um discurso e em Guarabira, se fosse importar pra cá, seria de vereador de oposição ao pai dela. Como é que vai cobrar reajuste para servidor se o pai dela aqui, não dá. Eu sou da linha de que justiça boa começa de casa. Casa de ferreiro, espeto de pau”, argumentou Célio.

Ainda em resposta a críticas da deputada tucana, que reclamou da ausência do governador em Guarabira, Célio pontuou que Ricardo Coutinho tem cumprido agenda com frequência na cidade e considerou que é o governador que mais veio a Guarabira em toda a história.

Na verdade, a deputada é quem está ausente. Como ela não vem a Guarabira, ela não sabe que o governador vem. Foi o governador que mais veio a Guarabira em toda a história. Só para o Orçamento Democrático Estadual foram oito vezes e não foi só isso. Sempre que ele vem para o ODE, essa agenda é precedida de outras atividades como entrega de obras, anúncio de obras, serviços, ações e outras agendas, mas não vem e não sabe”, destacou.

Célio ainda lembrou de ações administrativas importantes trazidas pela gestão socialista para Guarabira e o Brejo, a exemplo da adutora de Araçagi, a construção da escola técnica estadual de Guarabira; construção do contorno rodoviário João Pedro Teixeira; construção das estradas ligando Mari a Caldas Brandão e Cajá, a ligação asfáltica para Casserengue, Logradouro a Nova Cruz, Alagoinha a Mulungu; reconstrução das estradas ligando Guarabira e Pilõezinhos, a ligação a Cuitegi, Alagoinha, Alagoa Grande, Juarez Távora, até a BR-230; a estrada que liga Guarabira a Mari e Sapé; nova estrada de Cuitegi a Pilões, Belém a Passa e Fica, Belém, Caiçara e Logradouro; Belém, Bananeiras, Solânea, Araruna, Cacimba de Dentro, Riachão e Tacima e tantas outras importantes obras.

O radialista Martins Júnior instou o entrevistado a falar sobre recente declaração do ex-governador Roberto Paulino, dando conta que vê com naturalidade um possível realinhamento do MDB de José Maranhão com o PSB de Ricardo Coutinho. Para Célio, Maranhão já disse que não mão da candidatura e considerou que RP tem dado bola fora em suas avalições do cenário político.

“Se Zé Maranhão souber disso que Roberto Paulino anda dizendo é capaz de puxar a orelha dele. Maranhão não quer nem ouvir falar em composição, Maranhão é candidato a governador. Inclusive, essa semana reclamou que Cartaxo e Cássio desprezaram a candidatura dele. Aliás, Roberto ultimamente tem dado muita bola fora com previsões que fogem muito da realidade. Chegou a dizer que João Azevêdo seria rifado por Ricardo e não seria candidato. Perguntaram que seria, ele disse: eu sei, mas não digo. Coisas que, sinceramente, não se sustentam”, disse o socialista.

Da Redação
Com Portal 25 Horas

Comentários
Tags :


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48