sexta, 20 de abril de 2018
SIGA-NOS

Flamengo vence a Portuguesa e está na final da Copinha

Publicado em terça-feira, Janeiro 23, 2018 · Comentar 

O Flamengo segue vivo na busca pelo tetracampeonato da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na tarde desta segunda-feira, diante de um bom público no Estádio do Canindé, o time rubronegro venceu a Portuguesa, por 3 a 2, na semifinal, e garantiu uma das vagas na grande decisão.

Ainda invicto – sete vitórias e um empate -, o Flamengo vai enfrentar quem passar de Internacional e São Paulo, que jogam mais a noite na Arena Barueri. Um fato curioso é que o time carioca foi campeão todas as vezes que chegou na decisão da Copinha.

A partida começou bastante movimentada no Canindé. Logo aos oito minutos, Cesinha recebeu pelo lado esquerdo e cruzou para dentro da área. David desviou e Yago Darub ainda tocou na bola antes dela entrar. O Flamengo foi atrás do empate e ele veio aos 12. Luiz Henrique cobrou falta e Vitor Gabriel cabeceou no cantinho. A Portuguesa quase voltou a ficar na frente, mas Yago defendeu o chute de Cesinha.

O Flamengo conseguiu a virada aos 36 minutos. Vitor Gabriel recebeu na linha de fundo e tocou para trás. Luiz Henrique chegou batendo de primeira e mandou no ângulo de Matheus. Na sequência, Vitor Gabriel roubou a bola de Gegê dentro da área e chutou forte para defesa do goleiro da Portuguesa.

QUASE DEU, LUSA
Na volta do intervalo, Bill chutou forte e só não ampliou para o Flamengo porque a bola explodiu na trave. Mas isso viria a acontecer aos 15 minutos. Luiz Henrique cobrou escanteio e Vitor Gabriel cabeceou para o fundo do gol. A bola ainda tocou no travessão antes de entrar. O atacante rubronegro ainda marcou seu terceiro, mas foi anulado pela arbitragem.

A Portuguesa diminuiu aos 34 minutos. Pernambuco aproveitou cruzamento e cabeceou sem chances para Yago Darub. Em busca do empate, o time paulista se lançou ao ataque. Aos 43, o empate da Lusa só não saiu porque o goleiro rubronegro fez grande defesa em chute a queima roupa de Pernambuco.

A partida começou com as duas equipes em busca do ataque. No entanto, na primeira boa chance de gol, a Portuguesa abriu o placar, aos oito minutos. Cesinha cruzou forte esquerda e Davi escorou para a rede. A bola ainda bateu no goleiro Yago antes de entrar.

O revés fez Flamengo iniciar uma pressão em busca do gol e ele veio aos 12 minutos. Após falta cobrada na área, Victor Gabriel desviou de cabeça e viu a bola ir para a rede.

Depois do empate, o duelo voltou a ficar equilibrado. A Portuguesa quase marcou o segundo aos 14 minutos. Cesinha tentou o cruzamento e quase acertou o gol. O goleiro Yago estava atento para salvar os rubro-negros. Seis minutos depois, novamente Cesinha obrigou Yago a fazer grande defesa.

O Flamengo tinha mais posse de bola, mas só chegava com perigo em jogadas de bola parada. A Portuguesa, nos contra-ataques, era mais objetivo.

Depois de um período sem muita emoção, o Flamengo chegou a virada aos 36 minutos. Após cobrança rápida de lateral, a bola ficou com Victor Gabriel. O atacante cruzou rasteiro para Luiz Henrique chutar cruzado, para a rede.

A virada deixou a Portuguesa mais nervosa em campo. O Flamengo quase aproveitou o mau momento dos paulista para ampliar. Victor Gabriel foi lançado, levou a melhor sobre o zagueiro, mas finalizou em cima do goleiro Matheus. Assim, os rubro-negros foram para o intervalo a frente no placar no Canindé.

No segundo tempo, os cariocas voltaram mais focados e quase marcaram o terceiro logo com um minuto. Victor Gabriel aproveitou cruzamento na área, mas cabeceou para fora. Enquanto a Portuguesa errava muito no ataque e mantinha o nervosismo, os rubro-negros desperdiçavam boas chances. Aos seis, Bill fez boa jogada individual e chutou na trave.

Melhor em campo, o Flamengo chegou ao gol aos 15 minutos. Após cobrança de escanteio, Victor Gabriel cabeceou com força. A bola ainda bateu no travessão antes de ir para a rede.

Com a vantagem no placar, os cariocas diminuíram o ritmo e passaram a administrar o resultado. Mesmo assim, os rubro-negros se aproveitavam do nervosismo da Portuguesa para chegar com perigo. Aos 30 minutos, Theo acertou o travessão e Luiz Henrique errou o alvo no rebote.

Quando parecia que a vaga do Flamengo estava sacramentada, a Portuguesa chegou ao segundo gol, aos 34 minutos. Pernambuco aproveitou cruzamento na ‘era e cabeceou sem chance para Yago.

O gol incendiou a torcida e deu ânimo a Portuguesa. Os paulistas passaram a pressionar em busca do empate e quase conseguiram aos 43 minutos. Pernambuco recebeu passe na área e finalizou para grande defesa de Yago. A Lusa ainda tentou, mas parou na retranca carioca, que garantiu a passagem do Flamengo para a final da Copa São Paulo.

Gazeta esportiva

Comentários
Tags :


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48