ExpressoPB

Metade dos ministros de Temer são alvo da Comissão de Ética


A Comissão de Ética Pública da Presidência investiga 14 dos 28 ministros de Michel Temer. Os processos foram abertos ao longo de um ano e oito meses de governo e permanecem ainda sob os cuidados dos conselheiros. Duas denúncias concentram a maior parte dos envolvidos: uma delas, de autoria do PT, acusa titulares de ganharem cargos no primeiro escalão depois de votarem a favor do impeachment de Dilma Rousseff. A outra apura denúncia de que pré-candidatos usaram agendas oficiais para privilegiar suas bases eleitorais nos Estados.

Rodeado. Os três principais articuladores do núcleo duro do Planalto: Moreira Franco (Secretaria da Presidência), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Carlos Marun (Secretaria de Governo) são alvos de denúncias. Eles negam as acusações.

De fora. Dez ex-ministros de Dilma e Temer continuam na mira do colegiado, mesmo após terem deixado as pastas. Entre eles, Paulo Bernardo (Comunicação), Ronaldo Nogueira (Trabalho), Marcos Pereira (Indústria) e Geddel Vieira Lima (Governo). Em defesa, todos negam envolvimento nas denúncias.

Por todo lado. O julgamento do ex-presidente Lula entrou na roda de discussões da cúpula militar. Membros do Alto-Comando do Exército, Força Aérea e Marinha marcaram um almoço fora dos quartéis para o dia seguinte à decisão do TRF-4, em Porto Alegre. Querem analisar as consequências políticas.

Debandada. O gesto do deputado Paulo Pereira da Silva (Solidariedade-SP), de assinar o manifesto “Eleição sem Lula é fraude”, assustou os 13 colegas da bancada. Já se fala em saída em massa da legenda na janela partidária de março.

De saída. Um dos primeiros a pular do barco deve ser o deputado Major Olímpio (SP). Ele ainda não decidiu a qual partido se filiará.

Tem para todos. Paulinho apoia o governo Temer, a gestão do governador paulista Geraldo Alckmin e ajuda na pré-candidatura de Rodrigo Maia.

Fonte da juventude. O apresentador Silvio Santos deu um conselho a Moreira Franco quando almoçaram juntos, na semana passada: assim como ele, o ministro deveria pintar o cabelo, para parecer mais jovem.

Sinais Particulares: Silvio Santos, apresentador, e Moreira Franco, ministro da Secretaria da Presidência; por Kleber Sales

Simplifique! A CGU, o Planejamento e a Casa Civil lançam amanhã um novo canal online para que as pessoas proponham mudanças que facilitem a execução de serviços públicos. Em um site, usuários poderão apontar problemas burocráticos e, após identificado, o governo se propõe a melhorá-lo em até 60 dias.

CLICK. Depois de passar uma semana presa na Catedral de Brasília, uma garça conseguiu ser retirada por equipes do Ibama. Ela não saiu porque não há janelas na igreja.

Foto: VALÉRIA MENDES

De olho. O Sindifisco comemorou ao saber, pela Coluna do Estadão, que o STF pode derrubar o sigilo dos dados de quem aderiu à repatriação de recursos.

Lavagem. Auditores desconfiam que muitos participantes usaram o programa para carimbar como “limpo” dinheiro de corrupção.

Segunda-feira, 15

Cármen Lúcia discute caso de Lula com presidente do TRF-4

Quarta-feira, 17

Rodrigo Maia participa de conferência em Washington

Além de visitar a capital norte-americana, o presidente da Câmara deve passar por Nova York e Cancún, no México

COM NAIRA TRINDADE (editora interina)  E REPORTAGEM DE LEONEL ROCHA E ISADORA PERON.

Estadão

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *