ExpressoPB

TVs online são impedidas de transmitir jogos


Visão aérea do treino da seleção olímpica mostra desenho da bandeira no gramado (Foto: Divulgação CBF)

TVs que realizam transmissões online na Paraíba foram impedidas, neste domingo (7), de transmitirem jogos do Campeonato Paraibano de Futebol 2018. O evento começou neste final de semana. Entre as emissoras barradas, está a TV Diário do Sertão, pioneira na transmissão pela internet no Estado.

De acordo com o presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, o motivo se deve a um contrato de exclusividade de imagens dos clubes paraibanos com a Esporte Interativo.

“Esporte Interativo é a detentora das imagens dos clubes paraibanos. Tudo que eu disse a ele foi para cumprir a lei do contrato. Se o clube estiver dando a autorização também está errado”, destacou o dirigente da instituição.

Amadeus Rodrigues considerou a importância da transmissão dos jogos online, mas defendeu disciplinamento, e alegou que a FPF está tentado a liberação da transmissão através de uma televisão da própria entidade.

Entretanto, a atitude da FPF tem causado muita polêmica com os veículos de comunicação online no Estado e repúdio de entidades associativas. O Sindicato dos Radialistas, por exemplo, expediu nota contra a atitude e defendendo as transmissões.

O diretor da TV Diário do Sertão, do Portal Diário do Sertão, Petson Santos, alega que foi constrangido pela FPF. Segundo ele, a TVDS já vem transmitindo o campeonato há vários anos e tinha liberação do Atlético de Cajazeiras para veicular os jogos do clube. A TVDS foi barrada no jogo entre Atlético e Nacional de Patos, no Estádio Perpetão.

“Eu tirei minha equipe de campo e não tenho interesse mais de transmitir pelo constrangimento com uso até da polícia. Eu nunca vi uma situação daquela. Mostre-me o que eu fiz de errado até hoje”, desabafou.

Petson diz contar testemunha de anteriormente tinha mantido contato com Amadeu, mas que depois o dirigente da FPF não atendeu mais suas ligações e nem respondeu suas mensagens.

O presidente da Associação Cajazeirense de Imprensa (ACI), Jota Franca, lembrou do trabalho que as televisões online tem feito em favor do futebol paraibano, mesmo com os poucos recursos.

“Lamentamos profundamente essa forma de se fazer a FPF. Esse discurso de defender os clubes sob o argumento de que não ganham nada, está completamente enganado”, afirmou.

Em nota, a TV Sousa, que também foi impedida de transmitir a o jogo do Sousa e CSP, no Estádio Marizão, criticou a atitude brusca da FPF. Na nota, o o veículo diz que a decisão só comprova o “retrocesso do futebol da Paraíba”.

MaisPB

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *