segunda, 20 de agosto de 2018
SIGA-NOS

Dom Aldemiro lembra origem simples e cita pai e mãe, pedreiro e dona de casa, respectivamente



Publicado em quarta-feira, dezembro 20, 2017 · Comentar 

O monsenhor Aldemiro Sena dos Santos, eleito e nomeado bispo da Diocese de Guarabira, foi ordenado solenemente neste domingo (17/12) na Catedral de São Sebastião em Ilhéus, no Estado da Bahia. Filho de um pedreiro e de uma dona de casa, dom Aldemiro ficou conhecido por sua simplicidade. Ele agradeceu aos seus professores, formadores e ao Papa Francisco; lembrou que sua caminhada começou aos pés de um oratório junto aos sete irmãos. E sintetizou: “minha família, meu porto seguro, meu ponto de partida”.

A Catedral esteve totalmente tomada para este grande momento e todos estavam com grande alegria e jubilo para celebrar na manhã  desse domingo, 17 de dezembro, a Ordenação Episcopal de Monsenhor Aldemiro Sena dos Santos. Com 53 anos de idade e 25 anos de vida sacerdotal, o então Pároco da Paróquia São Jorge, na qual está inserida também a Catedral de São Sebastião, foi nomeado no dia 04 de outubro de 2017, pelo Santo Padre, Papa Francisco, como Bispo da Diocese de Guarabira, no Estado da Paraíba. Ao ser Ordenado, ele escolheu como Lema Episcopal: “Servir com alegria”.

Presidida pelo Bispo da Diocese de Ilhéus, Dom Mauro Montagnoli (CSS), a cerimonia contou com a presença de muitos bispos do Regional Nordeste II e III. Entre eles, os dois Concelebrantes: o Arcebispo metropolitano de Vitória da Conquista, Dom Luiz Gonzaga Silva Pepeu (OFMcap) e o Arcebispo de João Pessoa-PB, Dom Manoel Delson Pereira Cruz (OFMcap). Também estavam presentes: Dom Gilson Andrade Silva (Bispo auxiliar da Arquidiocese de  Salvador), Dom Carlos Alberto dos Santos (Bispo da Diocese de Itabuna) e Dom Ceslau Stanula (Bispo emérito da Diocese de Itabuna). No total, 14 bispos participaram  da Missa Solene, além de Padres, Seminaristas, Diáconos Permanentes e Temporários, religiosas, religiosos e praticamente fiéis pertencentes a todas as Paróquias e Comunidades da Diocese.

Antes da homilia, conforme o rito da ordenação, houve o pedido para a Ordenação Episcopal de Dom Aldemiro, seguida da leitura do documento pontifício de nomeação. Na homilia, Dom Mauro disse: “Cada bispo exerce o seu poder pastoral sobre o povo de Deus. Ele é o princípio e o fundamento visível da unidade da Igreja Católica, sendo que a pregação da Palavra de Deus é a sua principal missão.”

Depois da homilia, houve a continuação do rito, com a Ladainha de todos os Santos e a imposição das mãos, começando por Dom Mauro, os concelebrantes e demais bispos presentes. Depois da imposição, Dom Aldemiro recebeu o Báculo da Paz de seus irmãos do Episcopado, enquanto os fiéis o aclamavam com palmas.

Em seguida, dois diáconos sustentaram o livro dos Evangelhos sobre a cabeça do eleito enquanto era proferida a Oração de Ordenação. O mesmo livro dos Evangelhos foi entregue a Dom  Aldemiro, acompanhado do Anel, da Mitra e do Báculo Pastoral.

Com esse rito, no qual a Igreja conferiu a plenitude do Sacramento da Ordem, Dom Aldemiro Sena dos Santos recebe do Senhor, agora já sucessor dos apóstolos, a missão de ensinar todos os povos e de pregar o Evangelho a toda a criatura, para que todos os homens pela fé, pelo batismo e pelo cumprimento dos mandamentos consigam a salvação. Antes da conclusão da celebração, Dom Aldemiro percorreu a Catedral Diocesana abençoando os fiéis.

SOBRE O BISPO DOM ALDEMIRO SENA

Padre Aldemiro Sena dos Santos nasceu em Ibirataia, no sul da Bahia, em 26 de junho de 1964, e em 1966, foi batizado pelo bispo daquela época, Dom Frei Caetano, que era bispo da Diocese de Ilhéus. Tem uma  família de oito irmãos, o pai já é falecido e mãe  mora na sua terra natal no norte da Bahia.

É formado em Filosofia e Teologia pelo Instituto de Teologia de Ilhéus Em 1992, foi ordenado sacerdote na Catedral de São Sebastião, em Ilhéus. Como presbítero, exerceu entre os anos de 1993 a 1996, o posto de reitor do Seminário Menor São Domingos Sávi, em Ilhéus. Foi pároco da Paróquia Nossa Senhora da Escada, em Olivença, Ilhéus.

De 1996 a 1998, exerceu o sacerdócio na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Barro Preto, Ilhéus. Depois foi nomeado coordenador de pastoral diocesano pelo bispo Dom Mauro e em seguida foi transferido para a paróquia Nossa Senhora Aparecida, no Malhado. Paralelo à esse serviço paroquial, também foi nomeado coordenador do Centro de Treinamento de Líderes Cristãos, que é a casa de formação dos leigos da nossa diocese.

Depois dessa experiência, foi nomeado pároco da paróquia São Francisco de Assis, também em Ilhéus, e passou quase nove anos naquela paróquia. Em seguida, o bispo o nomeou ecônomo da Diocese e juntamente com esse serviço, foi nomeado pároco da Paróquia de São Jorge em Ilhéus.

POSSE EM GUARABIRA

A Solenidade de Posse Canônica do 4ª Bispo da Diocese de Guarabira será dia 02 de fevereiro de 2018, às 16h, na Catedral de Nossa Senhora da Luz, na cidade e Diocese de Guarabira, na Paraíba. A Diocese de Guarabira foi criada pelo Papa João Paulo II através da Bula “Cum Exoptaret”, no dia 11 de outubro de 1980, desmembrada da Arquidiocese da Paraíba, da qual era Região Episcopal desde 1976, e instalada como Diocese no dia 27 de dezembro de 1981 e tem como padroeira Nossa Senhora da Luz  que é celebrada no dia 02 de fevereiro.

Rafael San com Pascom de Ilheus

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48