sexta, 25 de maio de 2018
SIGA-NOS

Enquanto reduz subsídios sociais, gestão tucana em CG aumenta despesas com diárias e passagens

Publicado em segunda-feira, novembro 20, 2017 · Comentar 

Enquanto propaga uma gestão eficiente, os dados do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) via seu Sistema de Acompanhamento Online (Sagres), mostram que a gestão do prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSDB) prioriza gastos com diárias e passagens do que apoiar as entidades filantrópicas da cidade, através das subvenções sociais, se comparado à gestão anterior.

Os dados do TCE revelam que no último ano da gestão passada, em 2012, a prefeitura de Campina Grande apoiou as entidades filantrópicas com a destinação de R$ 650.121,72, mesmo tendo um orçamento menor que o atual, pois a LOA de 2012 foi de R$ 830 milhões. Já a gestão Romero, em 2016, destinou apenas R$ 527.200,00 para as entidades filantrópicas, mesmo tento um orçamento de R$ 923 milhões. Ou seja, mesmo com um orçamento menor em cerca de R$ 93 milhões, a gestão passada do ex-prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) destinou R$ 122.971,72 a mais que a atual gestão.

Recentemente quem protestou contra Romero foi à médica e pesquisadora Adriana Melo, responsável pelo Instituto Professor Joaquim Amorim Neto (Ipesq), que trata de crianças com microcefalia que também foi prejudicada pelo não repasse das subvenções da gestão tucana para a entidade. “Conto sempre com o apoio da população de Campina Grande, porque já deu para perceber que contar com o público para essas crianças não dá certo. O tempo está passando”, afirmou a médica. Confira o desabado da médica no link: https://youtu.be/6325J4c9GzI 

Da Redação 

Comentários
Tags :


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48