quinta, 18 de outubro de 2018
SIGA-NOS

MPF vai investigar uso de equipamentos e veículos do PAC em Mari; em nota prefeito vê ação natural e se mostra tranquilo



Publicado em quarta-feira, novembro 8, 2017 · Comentar 

Segundo informações do Blog do Marcelo José, o Ministério Público Federal, através do procurador da República, Sérgio Rodrigo Pimentel, vai instaurar Inquérito Civil para investigar possíveis irregularidades no uso de equipamentos e veículos do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC – pelo prefeito do município de Mari, Antônio Gomes.

O Programa do Governo Federal, realizado através do Ministério do Desenvolvimento Agrário, disponibiliza equipamentos e veículos para os municípios brasileiros. A partir de um procedimento preparatório o MPF determinou que a partir de agora um Inquérito Civil apure as supostas irregularidades praticadas pelo gestor da cidade.

A depender do desfecho da apuração o MPF poderá, ou não,ter indícios e provas suficientes para ajuizamento de uma Ação Civil Pública contra o gestor e demais responsáveis por atos irregulares com equipamentos e veículos disponibilizados pelo Governo Federal.

No início da manhã desta quarta-feira (08) o prefeito Antonio Gomes através de sua assessoria emitiu nota a imprensa se dizendo tranquilo e encara com naturalidade a ação do MPF onde espera que ao final da investigação tudo seja esclarecido. Confira a nota na íntegra a seguir:

NOTA

Tomei conhecimento através de amigos e Assessores que circula em sites e redes sociais que o MPF decidiu abrir procedimento para investigar possíveis “irregularidades “no uso de máquinas do PAC em nossa gestão.

Quero inicialmente dizer que, recebo com a naturalidade a informação, pois não vejo problema algum em ver a instituição do MPF exercer o seu trabalho, pois o que é público deve mesmo ser fiscalizado. Tenho consciência que, na condição de gestor de “coisa pública”, estou sujeito a qualquer tipo de investigação. Não apenas pelo Ministério Público Federal, mas também pelo Ministério Público Estadual, além do próprio Tribunal de Contas que anualmente realiza a fiscalização das contas anual das gestões!

Diante de qualquer denúncia cabe ao Ministério Público a busca da verdade, não implicando tal procedimento em afirmação da veracidade dos fatos, podendo ao final do procedimento, conforme acreditamos, não encontrar as supostas irregularidades apontadas na denúncia formulada.

Reafirmo minha tranquilidade diante do procedimento anunciado pelo MPF, pois o mesmo apenas faz o seu isento trabalho de órgão fiscalizador. Não sou imune a qualquer ato de denúncia e, consequentemente a atos de fiscalização.

Por fim, reafirmo aos marienses que o nosso trabalho não para, pois o tempo é curto e nossa cidade precisa de muitas coisas. Coisas essas que tanto foram negadas ao nosso povo durante os últimos anos. Ao mesmo tempo reconheço que, quanto mais trabalharmos, mais seremos fiscalizados, e que isso é normal e faz parte da essência da gestão pública.

ANTÔNIO GOMES
Prefeito do Município de Mari

 

Da Redação  
Do ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48