Bolsonaro entra na polêmica e fala sobre policial militar impedida de fazer prova na UEPB


O deputado federal e presidenciável Jair Bolsonaro, entrou na polêmica envolvendo uma professora da Universidade Estadual da Paraíba, campus Guarabira, e uma estudante do curso de Direito da instituição. A universitária, que é dos quadros da Polícia Militar da Paraíba teria sido impedida de fazer uma prova por estar fardada e armada.

Em entrevista por telefone na manhã desta terça-feira (7),  à Rádio Rural de Guarabira, quando foi indagado sobre a posição dele sobre o ruidoso episódio, Bolsonaro não se fez de rogado e bem ao seu estilo polêmico, sugeriu que a estudante acionasse a Justiça contra a UEPB e defendeu a policial militar.

Se chegasse uma estudante com os peitos de fora, com cabelo debaixo do braço e dizendo ser feminista, não tinha problema nenhum. Se chegasse uma cara fumando um cigarrão de maconha, não teria problema nenhum. Agora, uma mulher fardada, que está aí para defender a sociedade dessa violência toda, a direção da faculdade toma uma decisão como essa. Pelo amor de Deus! Olha que podre está o nosso ensino no Brasil”, verbalizou o deputado.

Mais adiante, Bolsonaro disse ser repugnante falar sobre essa questão e que dá nojo discutir o fato, considerando que foi discriminação contra a policial.

Da Redação

Com Portal 25Horas

 

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *