terça, 20 de novembro de 2018
SIGA-NOS

Município da Zona da Mata tem recursos suspensos pelo Ministério da Saúde; na PB 16 foram punidos



Publicado em sexta-feira, novembro 3, 2017 · Comentar 

O Diário Oficial da União trouxe na quarta-feira (01), a suspensão de recursos do Ministério da Saúde (MS) para 18 municípios paraibanos por irregularidades dos serviços de Vigilância Sanitária (veja).

Na relação dos municípios afetados, apenas uma cidade da região da Zona da Mata foi atingida pela medida. Trata-se de Riachão do Poço, administrada pela Prefeita Cilinha Dias.

A Portaria n° 2.883, de 27 de outubro de 2017, suspende a transferência de recursos financeiros do Componente de Vigilância Sanitária, do Bloco de Vigilância em Saúde, a Municípios irregulares quanto ao cadastro dos serviços de vigilância sanitária no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES) e quanto à informação da produção da vigilância sanitária no Sistema de Informação Ambulatorial (SIA/SUS).

Tiveram a transferência bloqueada além de Riachão do Poço, os municípios de Algodão de Jandaíra, Cacimba de Dentro, Congo, Coxixola, Coremas, Cuité de Mamanguape, Dona Inês, Lagoa, Logradouro, Mato Grosso, Montadas, Prata, Riacho dos Cavalos, São José do Bonfim, São João do Tigre, São Mamede e Sousa.

O monitoramento foi realizado em 18 de agosto de 2017.

Da Redação 
Do ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48