Sem manter base sólida, deputado tem dificuldades em atrair novos apoios para garantir sua reeleição à ALPB


A atividade política exige de seus personagens muita habilidade, desprendimento e afinidades, do contrários projetos traçados podem ir por água abaixo. O Deputado Estadual, Arnaldo Monteiro (PSC) corre sérios riscos de não conseguir apoios suficiente para consolidar uma disputa favorável a sua reeleição no ano que vem.

Leia também: Os desafios do deputado de Esperança: Arnaldo Monteiro tem base ‘esfacelada’ para 2018

O deputado pode ter habilidade, mas afinidade com quem o apoia parece estar longe de tê-lo, tanto que o nobre deputado de Esperança não consegue manter seus apoios e precisa ‘gravitar’ de cidade a outra em busca de apoios.

Em 2010, por exemplo, Arnaldo tinha o apoio do então prefeito de Pilões, Coca Cunha, lá ele foi majoritário obtendo 1.054 votos contra 844 de Tião Gomes que foi apoiado pelo ex-prefeito Iremar Flor. Após o pleito, Monteiro abandonou Pilões e Coca.

Em 2012, Arnaldo também o fez com Antonio Gomes em Mari. O ex-prefeito transferiu 1.792 para o deputado, se tornando o segundo colocado na cidade, mas depois do pleito não mais quis qualquer contato com a cidade e com o seu apoiador.

Esses são apenas dois casos emblemáticos do modo de atuar do deputado, mas a preço de hoje a situação de Arnaldo Monteiro tende a se complicar. Há fortes indícios de que a prefeita de Juarez Távora, Ana de Nal, vai abandoná-lo na sua reeleição o ano que vem.

A mais recente informação a cerca do deputado, é a de que o seu apoio na cidade de Remígio, parece ter o abandonado. Trata-se do ex-prefeito Cláudio Régis que pretende concorrer uma das 36 vagas da Assembleia. De lá, Arnaldo levou mais de três mil votos, o que contabiliza uma baixa significativa de votos.

Some-se a isso a dificuldade que ele terá dentro de seu principal reduto eleitoral, a cidade de Esperança, onde o seu filho não conseguiu sua reeleição no ano passado.

A contar por esse cenário, a situação do deputado é bastante delicada e precisa urgentemente de uma estratégia para arregimentar apoios, mas se depender dos ex-apoiadores, a fama do deputado não vai ajudar muito.

Da Redação 
Do ExpressoPB

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *