Cássio é recebido em Patos com gritos de “golpista” e protesto faz senador cancelar entrevista coletiva


O senador Cássio Cunha Lima que tinha extensa agenda a ser cumprida na cidade de Partos, sertão do estado, na manhã deste sábado (05) foi obrigado a cancelar parte  dos compromissos, graças a um protesto realizado por membros do Coletivo Espinho Branco, militantes da União da Juventude Rebelião (UJR), representantes do Movimento Luta de Classes (MLC) e muitos populares.

Cássio e sua comitiva ainda conseguiram chegar ao Mercado Público para tomaram café da manhã e ainda fizeram visita às obras do Teatro Municipal, mas foram avisados do protesto na Praça Getúlio Vargas a poucos metros do local onde aconteceria a entrevista coletiva.

Usando latas, cartazes e apitos, os manifestantes se dirigiram ao encontro da comitiva com gritos de “Fora Golpista”, “Se empurrar o Temer cai”, “Cássio golpista”, “Golpistas, fascistas não passarão”, dentre outras palavras de ordem que recebiam apoio de motoristas que passavam pelo local através de um buzinaço.

O Prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley, anfitrião da visita do senador, criticou os manifestantes.

Da Redação 
Do ExpressoPB/Informações de Josivan Antero

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *