sábado, 17 de novembro de 2018
SIGA-NOS

De virada em clássico a gol de letra: por que a rodada do Brasileiro foi dos reservas



Publicado em segunda-feira, maio 29, 2017 · Comentar 

A terceira rodada do Campeonato Brasileiro só acaba nesta segunda-feira, com Chapecoense x Avaí, mas já está marcada pela atuação dos reservas. Se muitas vezes o técnico é chamado de “burro” por uma substituição, nos jogos do fim de semana, várias trocas foram decisivas, e quem saiu do banco, brilhou.

A importância dos suplentes ficou clara logo na partida que abriu a rodada, no clássico entre Vasco e Fluminense em São Januário. Aos 23 minutos do segundo tempo, quando Milton Mendes apostou na entrada de Manga, os visitantes venciam por 2 a 1. Logo aos 29, o colombiano deixava tudo igual.

Já Nenê entrou um pouco antes, aos 14 minutos, e apareceu para decidir justamente quando o Vasco mais precisava: nos acréscimos, fez 3 a 2, garantindo a segunda vitória da equipe cruzmaltina.

Ainda no sábado, o Coritiba venceu o Vitória por 1 a 0 em Salvador. O gol que valeu os três pontos foi marcado por Rildo, aos 26 minutos, 12 após entrar no lugar de Neto Berola. Mais do que mandar a bola para a rede, aliás, o ex-atacante do Corinthians assinou uma pintura, marcando de letra.

Os outros reservas que brilharam foram das equipes mineiras. O Cruzeiro venceu o Santos graças a duas substituições de Mano Menezes, enquanto o Atlético se salvou da derrota para a Ponte Preta com gol de um jogador que saiu do banco.

No Independência, Roger apostou na entrada de Rafael Moura aos 13 minutos do segundo tempo, quando a Ponte vencia por 2 a 1. Aos 35, foi o reserva quem apareceu para garantir o 2 a 2.

Já na Vila Belmiro, o gol da vitória por 1 a 0 do Cruzeiro foi toda construída por jogadores que começaram entre os reservas. Aos 37 minutos do segundo tempo, Ramon Ábila, que entrou aos 28, fez bela jogada pela direita e rolou para Thiago Neves, que havia substituído Arrascaeta aos 12, marcar.

Há ainda casos como o de Mancuello, do Flamengo, que não costuma ser titular e marcou no empate em 1 a 1 com o Atlético-PR. O argentino, contudo, começou entre os 11 iniciais e não foi considerado.

Da Redação 
Com ESPN

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48