segunda, 15 de outubro de 2018
SIGA-NOS

Domingo Sangrento: Duas mulheres são mortas na PB e mais 5 pessoas assassinadas da capital ao interior



Publicado em segunda-feira, abril 10, 2017 · Comentar 

O domingo de ramos (09) foi bastante movimentado na área policial com registro de assassinatos na capital e por todo o interior do estado, com destaque para o assassinato de duas mulheres, uma em Araruna e outra em Tavares.

Em Araruna, o crime aconteceu na zona rural daquele município e a vítima foi a jovem Vanderleia Alves de Lima, “Leinha”, 27 anos. Ela foi morta a facadas  e o suspeito é o seu ex-companheiro.

Leinha é filha do Senhor Chicão, morador do ex-vereador, José de Neco. Ela deixa duas crianças.

Na cidade de Tavares, no sertão do estado, uma jovem de apenas 16 anos foi assassinada a facadas na noite deste domingo (09).
Segundo informações, o homicídio foi praticado pelo ex-namorado da vítima em frente ao prédio da escola estadual Adriano Feitosa. Até o fechamento da matéria não se sabe ao certo o que teria motivado o crime, mas há relatos de que o autor estava inconformado com o fim do relacionamento.
A vítima L. O, que era moradora da Rua Cosme Luiz da Silva, no bairro Jardim Planalto, chegou a ser socorrida com vida para a UPA 24h de Princesa Isabel, mas não resistiu aos ferimentos.
Após praticar o crime, o suspeito fugiu, tomando destino ignorado.
Nos dois crimes contra as mulheres, nenhum dos acusados foram presos.

Em João Pessoa, a criminalidade campeou com registro de morte de um servente de pedreiro, assassinado a tiros durante a madrugada do domingo, na comunidade Vale das Palmeiras, no bairro do Cristo Redentor.

De acordo com a polícia, a vítima identificada como Maurílio Martiniano da Silva, 25 anos, estava em casa bebendo com amigos quando homens armados invadiram o imóvel e o executaram com pelo menos três tiros na cabeça, ele não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

Os suspeitos fugiram logo em seguida e ainda não foram localizados pela polícia. Ainda não há informações sobre a motivação do crime. O corpo do homem foi levado para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol).

Já era manhã do domingo quando  um ex-presidiário foi morto a tiros nas proximidades da Escola Ana Nery, na localidade conhecida como Beira da Linha, no bairro Alto do Mateus.

De acordo com informações policiais, o homem, identificado como  André dos Santos Sousa, conhecido como Buiu,  tinha passagens pela polícia e a suspeita é de que ele foi vítima de acerto de contas.

O homem já teria sofrido uma tentativa de assassinato há tempos atrás.

Ainda pela manhã, um crime de morte foi registrado por volta das 6 horas, na Rua Joaquim Anacleto, no Bairro Mutirão, na cidade de Sousa.

A vítima foi identificada por Júlio Ribeiro Campos, mais conhecido por (Pirulito), 32 anos, morador do Jardim Brasília, na mesma cidade.

Segundo a PM, o jovem foi atingido com vários tiros na cabeça e foi a óbito no local. A polícia foi informada por populares sobre o crime e ao chegar ao local indicado, Pirulito já estava em óbito.

De acordo com o PM Célio, não se sabe ainda sobre autoria do crime nem a motivação. O local foi isolado e perícia acionada para fazer o encaminhamento do corpo ao IML de Patos. A investigação seguirá agora com a Polícia Civil.

A tarde mais um crime registrado na capital. Um homem foi assassinado a tiros, na comunidade Cidade Verde, em Mangabeira VIII.

De acordo com informações preliminares, a vítima identificada como Atahualpa Neto, conhecido por “Laranjinha”, morava no bairro do Valentina, estava em uma moto quando foi morto a tiros.

A polícia ainda não sabe o que teria motivado o crime, nem as circunstâncias do assassinato.

 

Chegava ao final da tarde, por volta das 16h00, populares acionaram Policiais do 6º BPM de Cajazeiras, informando que um corpo de um homem possivelmente estava em óbito, numa Calçada de residência na Rua Romualdo Rolim no setor sul da cidade.

Ao chegar ao local a PM confirmou a veracidade da informação e constatou que o popular Francisco Florindo da Silva de 53 anos, estava em óbito.

A Polícia Civil foi acionada para a realização dos procedimentos cabíveis ao caso, e possivelmente o seu Francisco, que tinha problemas com álcool, tenha tido um infarto.

O corpo foi liberado para o seu velório e respectivo sepultamento.

Da Redação 
Do ExpressoPB/Informações de Portais

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48