Lira minimiza “recado” de tesoureiro do PMDB e ressalta aliança em prol da PB: “Ajudando RC estou ajudando o povo”


O senador Raimundo Lira comentou nesta segunda-feira (13) a cobrança feita pelo tesoureiro do PMDB da Paraíba, Antônio Souza, para que seus filiados cumpram o estatuto do partido, sob pena de poderem ser expulsos, caso infrinjam as regras. Para Lira, a divulgação do estatuto do partido ressaltando que é proibido participação de atividade política contrária ao direcionamento do PMDB não foi dirigida a ele.

A divulgação do estatuto por parte de Antônio Souza aconteceu um dia após Lira ter participado de solenidade de entrega do Parque Linear Parahyba, em João Pessoa, ao lado do governador Ricardo Coutinho (PSB), a quem o senador apoia, mas o PMDB estadual faz oposição.

“Eu acho que ele não teve intenção de dirigir-se a mim não, porque agora no dia 10 nós estivemos todos juntos numa solenidade em Monteiro. Se eu não acredito que foi direcionado a mim, eu não tenho nenhum comentário a fazer, nem a favor nem contra”, disse.

Lira destacou a aliança nacional entre o PMDB e o PSB para estar em  eventos promovidos pelo governador e afirmou que a participação de Ricardo Coutinho na cerimônia que marcou a chegada das águas do Rio São Francisco, em Monteiro, com direito a discursar antes do presidente Michel Temer (PMDB), foi um ato também político e que explicita a aliança entre PMDB e PSB.

“O cerimonial da presidência deu a palavra ao governador, exatamente no momento em que caberia a palavra, dele que foi antes do presidente da República. Se o presidente deu a palavra, se os dois participaram da mesma solenidade é porque são aliados”, entendeu.

Ele declarou também que a participação na inauguração representa ato da aliança nacional entre os dois partidos. “Então eu participei da solenidade de inauguração do Parque Linear Parahyba como aliado do governador Ricardo Coutinho, aliado nacionalmente. Por isso que eu entendo que essa divulgação não teve nenhuma relação comigo”.

Lira disse ainda que mantém relação de harmonia com o presidente do PMDB no estado, senador José Maranhão. “Minha relação com o senador Maranhão, hoje é uma relação muito boa, de muita fraternidade. Eu acho que essa divulgação tem o objetivo de alertar algumas pessoas no partido, que eventualmente esteja mantendo relações com algum partido ou com político que não tem nenhuma sintonia com o PMDB nacional”, finalizou

Da redação

com PBAgora

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *