sexta, 21 de setembro de 2018
SIGA-NOS

Trabalhadores rurais lotam a frente da ALPB em protesto contra a Reforma da Previdência



Publicado em sábado, fevereiro 18, 2017 · Comentar 

A reabertura Parlatório do Povo Deputado Tota Agra, da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), nesta sexta-feira (17), foi marcado por protestos contra a Reforma da Previdência. A Audiência Pública sobre o tema foi convocada pelo deputado estadual Jeová Campos (PSB).

Com gritos de “A previdência é nossa, não ao retrocesso”, “Não a PEC 277” e “A previdência é nossa, ninguém tira da roça”, cerca de 2 mil pessoas se reuniram em frente a ALPB, de acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Para o deputado Jeová, a aprovação da reforma da maneira que se apresenta é “uma covardia com o povo brasileiro”. Ele espera que a bancada federal paraibana entenda as consequências das medidas, principalmente na vida rural e na atividade econômica.

“A Constituição de 1988 previu, como principio básico, a dignidade da pessoa humana. Estão querendo colocar os agricultores em condições de pedintes, e não de cidadão. Isso é inaceitável. Se tem problema no caixa, vamos deixar de tirar o dinheiro da previdência”, afirmou.

O presidente da CUT-PB, Paulo Marcelo, acredita que as mudanças em tramitação resultarão na exclusão do trabalhador camponês, que perderá direitos e passará a se aposentar ainda mais tarde.

“Estão querendo tirar do trabalhador rural um direito conquistado com muita luta, que foi o da aposentadoria especial. É uma atividade que muitos começam aos 8 anos de idade, e que tem hoje o direito de se aposentar aos 55 e 60 anos, e querem levar para 65 anos, cortando vários benefícios”, declarou.

Da Redação 
Com Blog do Gordinho

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48