quinta, 20 de setembro de 2018
SIGA-NOS

Vereadora sapeense se diz constrangida e Presidente da Câmara minimiza veto seu a participação da colega na sessão



Publicado em sexta-feira, fevereiro 17, 2017 · Comentar 

A sessão da Câmara Municipal de Sapé, Zona da Mata da PB, realizada na manhã desta quinta-feira (16) continua repercutindo pelo fato de ter sido a primeira do período legislativo, mas que se transformou em confusão, dando o sinal de como será as próximas na Casa de Augusto dos Anjos.

A vereadora Cibele Cabral (PSB) foi impedida de participar das discussões e votações da casa pelo Presidente da Câmara, Johni Rocha (PSDB) o que ocasionou a retirada dos parlamentares da bancada de situação do plenário, bem como uma nota de repúdio por parte destes, conforme o expressopb.net publicou.

Leia também: Vereadores denunciam atitude arbitrária do presidente da Câmara de Sapé/PB e emitem nota de repúdio

O Presidente da Câmara justifica o ‘veto’ a participação de sua colega, ao fato da mesma encontrar-se cirurgiada e ter encaminhado requerimento a mesa diretora pedindo uma licença, acostando um atestado médico.

Já a vereadora Cibele alega que a participação ou não do parlamentar é uma decisão unicamente pessoal, mesmo tendo apresentado o requerimento e o atestado médico, a vereadora afirma está se sentindo bem ao abdicar de uso do atestado.

“Me sinto constrangida e agredida por ser impedida de falar, de votar e de participar da sessão e todos os meus direitos foram cerceados aqui, nem se quer meu atestado pude retirar da discussão e da votação”, lamentou.

Segundo Cibele, o Art. 29 do Regimento Interno da casa afirma que o parlamentar poderá licenciar-se por prazo determinado mediante  requerimento dirigido a câmara e votado na forma da lei. “Eu fui licenciada pelo meu médico, eu não to infringindo o regimento interno e nem uma ordem judicial, portanto, se eu não quero mais me afastar porque estou me sentindo nem, não vejo razão para o presidente impor meu afastamento”, esclareceu Cibele Cabral a repórter Mayara Paiva do expressopb.net.

Procurado, o presidente da câmara minimizou os contratempos enfrentados na sessão com a retirada em conjunto da bancada da situação. “É preciso que se desça do palanque e lamento que os vereadores da base do prefeito tenham se retirado”, comentou.

“A vereadora Cibele deu entrada em um requerimento com atestado médico, teve o deferimento de seu pedido”, voltou a minimizar o assunto avisando que acionará o CRM para saber a procedência do médico que atestou a vereadora.

Da Redação
Do ExpressoPB 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48