sábado, 21 de abril de 2018
SIGA-NOS

Ex-Prefeito deixa dívida de mais de R$174 mil de energia no município de Mari/PB

Publicado em quarta-feira, Janeiro 18, 2017 · Comentar 

Prédio-Prefeitura-Mari-340x230O ex-prefeito do município de Mari, na zona da mata paraibana, deixou um debito de R$ 174.687 (Cento e setenta e quatro mil, seiscentos e oitenta e sete reais) de energia elétrica referente aos meses de outubro, novembro e dezembro de 2016.

O ex-gestor chegou a assinar um termo de confissão de dívida junto à Energisa, no dia 15 de Dezembro de 2016, comprometendo-se ao pagamento de R$ 40 mil e parcelando o restante da dívida para ser paga pelo atual prefeito.

De acordo com a Secretária de Finanças do Município, Aline Nóbrega, não se sabe ainda se o valor inicial para parcelamento da dívida foi realmente pago, já que a administração anterior não deixou os documentos contábeis necessários.

Ainda de acordo com a Secretária, a prática usada pelo ex-prefeito fere a legislação, pois gerou uma dívida de pagamento continuado para o seu sucessor.

16118725_728205587330336_874724871_n 16144028_728205507330344_828251295_nDe acordo com dados do SAGRES/TCE-PB, a prefeitura de Mari teve uma receita de R$ 2.523.673,95 em outubro, e de R$ 3.707.063,22 no mês de novembro de 2016. Já em dezembro, último mês da gestão, os cofres públicos da cidade receberam R$ 4.811.923,44, de acordo com o SISBB. Juntos, os valores somam um total de R$ 11.042,659. Entretanto, todo o montante dos recursos parece ter sido insuficiente para que o ex-alcaide mariense mantivesse o pagamento de energia em dia.

Já para o atual prefeito, Antônio Gomes, a situação é apenas uma das várias irresponsabilidades cometidas pelo seu antecessor, e que a cada dia vem sendo detectados o descaso e mau uso do dinheiro público na gestão passada. “A Prefeitura foi deixada de forma desorganizada e com muitos problemas em todos os setores. Porém, nossa equipe está trabalhando incansavelmente para colocar tudo em dia,” disse ele.

Antônio Gomes adiantou que a Secretaria de Finanças deverá se reunir com representantes da Energisa para melhor se inteirar da situação e solucionar o problema.

Da Redação
Com Assessoria
Comentários
Tags :


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48