“Caldas Brandão ficou órfã”, diz vice-prefeito de Mari/PB ao comentar morte de Glaúcia Martins


glaucia-jobsonO atual vice-prefeito da cidade de Mari, Zona da Mata, José Jobson Ferreira, disse na noite desta segunda-feira (17) a reportagem do expressopb.net ao lembrar a morte da Enfermeira Glaucia Martins que a cidade de Caldas Brandão ficou órfã de uma liderança política e social com visão futurista. “Caldas Brandão ficou órfã e custará um longo tempo para encontrar alguém como Glaúcia que lute para o desenvolvimento daquele povo”, comentou.

Amigo da família Martins, Jobson Ferreira disse que acompanhou a história de Glaúcia com Caldas Brandão, a luta para melhorar a saúde e a infra estrutura urbana do município.

Na avaliação de Jobson, Caldas Brandão começou a ser mais respeitada após a chegada de Glaucia graças a sua determinação em exaltar e expor as qualidades e o potencial de um povo que vivia esquecido, como se nem fosse um município da Paraíba.

“Com a chegada de Glaucia a cidade começou a ser respeitada, ela fazia questão de exaltar as qualidades e o potencial da cidade, seja no artesanato, na cultura, onde ela fosse Caldas Brandão estava sempre presente”, disse.

Jobson lamentou a morte de Glaucia ocorrida no dia 05 de outubro, mas lembrou que o seu trabalho pode ser levado adiante por sua filha, a vereadora eleita Danielle Martins.

Da Redação
Do ExpressoPB

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *