domingo, 20 de maio de 2018
SIGA-NOS

Camila analisa eleições em Guarabira e diz que ‘traição’ de Inaldo a ZT foi maior do que a de Zé do Empenho

Publicado em segunda-feira, outubro 10, 2016 · Comentar 

 Camila diz que foi ' gostoso ganhar de todo mundo' em Guarabira.  (Foto: Ivanildo Santos / Plugados).
Camila diz que foi ‘ gostoso ganhar de todo mundo’ em Guarabira.
(Foto: Ivanildo Santos / Plugados)

Em entrevista ao programa Conversa Franca na Rádio Constelação FM de Guarabira, neste sábado, 8, a deputada Camila Toscano (PSDB) fez uma breve prestação de contas de sua atuação na Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba, como representante do Agreste e Brejo paraibano, e ainda analisou as eleições municipais nestas regiões, em especial na cidade de Guarabira, onde o seu pai, o prefeito Zenóbio Toscano (PSDB) conseguiu uma reeleição histórica sobre os candidatos dos Paulino (PMDB) e do governador Ricardo Coutinho (PSB).

Camila, particularmente, comemorou na entrevista aos radialistas Levi Ramos e Tony Souza [apresentadores do radiofônico], a vitória de Zenóbio, e disse que ‘foi gostoso ganhar de todo mundo’ em Guarabira; destacando que ZT foi reeleito com o apoio de apenas dois dos quinze vereadores atuais na Câmara Municipal, e mesmo assim venceu o Grupo do PMDB de Guarabira e os aliados do governo dos Girassóis.

Perguntado se o prefeito Zenóbio consegue fazer a maioria na Câmara, Camila respondeu tranquilamente, que fará sim. Toscano foi reeleito junto com mais 7 vereadores aliados eleitos. Os Paulino fizeram 5 e os Girassóis, 3. A Casa de Osório de Aquino é composta por 15 parlamentares mirins.

Sobre a saída de aliados dos Toscano para ir apoiar as oposições, Camila destacou e comparou o caso do vice-prefeito Zé do Empenho (PRB) e do presidente da CMG, o vereador Inaldo Júnior (PTB). E avaliou que a ‘traição’ de Inaldo foi maior do que a de Zé, pois para ela o atual vice-prefeito já tinha sido do Grupo dos Paulino, porém, segundo a mesma, Inaldo não. “Ele [Inaldo] tinha uma mulher secretária na gestão de Zenóbio, ela na véspera da ‘traição’ estava com a primeira-dama Léa Toscano visitando as comunidades e no outro dia veste uma camisa vermelha [cor do PMDB] e começa a falar mal do prefeito. É inadmissível”, desabafou.

Da Redação
Com Plugados na Notícia

Comentários
Tags :


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48