terça, 16 de outubro de 2018
SIGA-NOS

Paraibanos integram Comitê de Direito Internacional na Coreia do Sul



Publicado em quarta-feira, setembro 28, 2016 · Comentar 

thumbnail_paraibanos-em-seulO tenente coronel Arnaldo Sobrinho e o professor Marcílio Franca, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), representaram o Brasil e a Paraíba em Seul, cidade da Coreia do Sul, durante o 4º Encontro do Comitê de Direito Internacional da HWPL (Heavenly Culture, World Peace, Restoration of Light) que teve organização sul coreana.

O país, que tem fortemente atuado na construção de soluções para evitar guerras e conflitos armados, reuniu cerca de 600 participantes de diversas nacionalidades, entre líderes mundiais e religiosos, especialistas em Direito Internacional, no evento que encerrado no último dia 20 de setembro.

Os trabalhos foram iniciados em 2015 e ao fim de um ano de intensos trabalhos – Seul, Londres e Seul, a HWPL – Heavenly Culture, World Peace, Restoration of Light, finalizou em março de 2016 uma proposta de declaração denominada DPCW (Declaration of Peace and Cessation of War) que tem sido difundida para os vários Estados que integram a ONU e para a sociedade civil, no sentido de sensibilizar a adoção do instrumento que foi amplamente debatido por 19 especialistas de Direito Internacional.

Relembrando a grande tradição da Paraíba na seara do Direito Internacional, tendo como expoente o presidente Epitácio Pessoa, apenas dois brasileiros fazem parte do Comitê: o tenente coronel Arnaldo Sobrinho, comandante do Centro Integrado de Operações (CIOP) e instrutor do Centro de Educação da Polícia Militar da Paraíba, que tomou parte nas quatro Conferências realizadas ao longo de um ano e, ainda, o professor Marcílio Franca, da UFPB.

Em face das guerras e dos conflitos armados que tem se verificado em vários continentes, a 4ª. Conferência do Comitê de Direito Internacional discutiu ainda um roteiro detalhado a fim de construir e angariar apoio em âmbito internacional para a Declaração ser adotada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

“É uma enorme satisfação representar o Brasil e a nossa Paraíba nesse Comitê de especialistas em Direito Internacional. Levar a experiência de questões que tem sido trabalhadas na Polícia Militar e na ambiência acadêmica do Centro de Educação faz sempre diferença, notadamente quando tratamos de temáticas do mais alto significado para a paz mundial”, disse o tenente coronel Arnaldo Sobrinho, diretamente de Seul.

Segurança em Seul:

Como observador na temática “Segurança Pública”, o tenente coronel Arnaldo Sobrinho disse que as preocupações na Coreia do Sul são muito distintas das que temos em João Pessoa ou mesmo no Brasil. É uma cidade sob o aspecto da segurança pública, muito tranquila.

“As polícias vivem no Brasil uma cruzada contra os índices de homicídio, tráfico de drogas/armas e os crimes patrimoniais. Percebe-se em Seul uma preocupação com as questões ligadas ao terrorismo, imigração ilegal e notadamente o temor de um ataque da Coreia do Norte, pois, tecnicamente os países ainda estão em guerra”, finalizou Arnaldo.

Da Redação
Com Assessoria

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48