Avião Solar Impulse 2 conclui 1ª volta ao mundo sem combustível


imagens-do-dia-tecnologia-aviacc83o-solar-sobrevoa-piracc82mides-egito-20160713-002-e1469534629897O avião Solar Impulse 2 concluiu sua inédita volta ao mundo utilizando o Sol como única fonte de energia. A aeronave pousou às 04h05 locais (21h05 de segunda-feira, horário de Brasília) em Abu Dhabi, Emirados Árabes – mesmo local de onde iniciou sua jornada, em 9 de março de 2015. O percurso da volta ao mundo somou mais de 42.000 quilômetros, divididos em 17 voos.

No último trecho de seu voo histórico, a aeronave foi pilotada pelo suíço Bertrand Piccard. “Não acredito que pousei, 13 anos após ter sonhado em voar em volta do mundo sem combustível”, disse Piccard em uma publicação no Twitter. O piloto que divide a cabine com Piccard em viagens intercaladas, André Borschberg, de 63 anos, destacou no Twitter que o Solar Impulse 2 “é ao mesmo tempo o primeiro avião com resistência ilimitada e a única aeronave experimental autorizada a sobrevoar as cidades”.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, expressou sua “profunda admiração” por esta iniciativa. “É um dia histórico não só para vocês, mas também para a humanidade”, acrescentou Ban em uma conversa com Piccard transmitida ao vivo.

Volta ao mundo

O Solar Impulse 2, que pesa 1,5 tonelada e tem a mesma envergadura de um Boeing 747, voa a uma velocidade média de 50 quilômetros por hora, graças às baterias que armazenam a energia solar captada por células fotovoltaicas instaladas nas asas. Durante a volta ao mundo, iniciada há 16 meses, o Solar Impulse 2 fez escalas em Omã, na Índia, em Mianmar, na China, Japão e Estados Unidos.

Em sua etapa mais longa, o Solar Impulse 2 voou 118 horas de Nagoya, no Japão, até a ilha americana do Havaí. Borschberg foi o responsável por conduzir a aeronave durante essa longa etapa, de 6.437 quilômetros, sobre o Pacífico ocidental, na qual foi batido o recorde de voo ininterrupto mais longo da história.

No Havaí, a aeronave teve que fazer uma longa escala técnica de quase 10 meses para o reparo de algumas baterias, danificadas na primeira etapa do voo sobre o Pacífico.

Depois do reparo, o Solar Impulse 2 partiu do Havaí e fez algumas escalas nos Estados Unidos, em São Franscisco, Phoenix, Tulsa, Dayton, Lehigh Valley e Nova York.

Durante toda a aventura, André Borschberg e Bertrand Piccard se revezaram para pilotar o avião. “Estávamos um pouco ansiosos com a questão das condições meteorológicas, principalmente as temperaturas nesta região do mundo, próximas aos limites que estabelecemos para o avião”, explicou Borschberg desde o centro de controle do Solar Impulse 2, em Mônaco.

Piccard atravessou duas vezes o Atlântico em um balão. O piloto pertence a uma família de cientistas e inventores. Seu avô Auguste Piccard inspirou o desenhista belga Hergé a criar o personagem do professor Girassol na série de histórias em quadrinhos Aventuras de Tintim.

Da Redação
Veja

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *