ExpressoPB

Justiça manda soltar empresário preso no caso do estudante morto em padaria de JP


Estudante foi morto em padaria da família, na Capital

Estudante foi morto em padaria da família, na Capital

A Justiça mandou soltar o empresário que foi preso pela Polícia Civil com o grupo investigado pela morte do estudante de medicina veterinária, Marcos Antônio Filho, 28 anos. O alvará de soltura foi expedido nesta sexta-feira (1º). A prisão do grupo aconteceu na terça-feira (28) e seis pessoas continuam presas.

Segundo o delegado Aldrovilli Grisi, o empresário estava preso por necessidade da investigação da Delegacia de Roubos e Furtos de João Pessoa. Porém, no curso das investigações, ficou provado que ele não teve participação no crime.

De acordo com a Polícia Civil, o empresário que estava preso é da cidade de Bayeux, na Grande João Pessoa, que seria o comprador dos bens da família, entre eles, a padaria a qual estava arrendada a Maria Celeste, 26 anos, apontada como mandante da morte do irmão, Marcos Antônio.

O crime

O estudante de Veterinária da UFPB Marcos Antônio Filho, de 28 anos, foi morto em junho deste ano dentro de uma padaria no bairro Jardim Luna, em João Pessoa. A Polícia Civil descobriu que ele foi morto por ter descoberto vendas de bens da família de forma ilegal e transações criminosas de Maria Celeste, 26 anos, que é irmã da vítima. Celeste foi presa por contratar criminosos para executar o irmão durante um suposto assalto a padaria. Ela planejou a morte da vítima por R$ 13 mil para ficar com o patrimônio da família avaliado em R$ 1 milhão.

Da Redação
Com Portal Correio

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *