segunda, 17 de dezembro de 2018
SIGA-NOS

Sem dizer ‘o que ganhou’ na justiça, prefeito de Mari prefere atacar a Araçá FM e aliados miram ex-prefeita em entrevista



Publicado em quarta-feira, junho 8, 2016 · Comentar 

Foto: Josafá Fernandes - Blog Revista Páginas
Foto: Josafá Fernandes – Blog Revista Páginas

A entrevista do prefeito de Mari, Marcos Martins (PSB), ao radialista Eraldo Luiz na manhã desta quarta-feira (08) não trouxe muita novidade e seguiu a mesma rotina de suas entrevistas anteriores, quando fez mais uma vez ataques a Rádio Araçá FM  e a seus comunicadores. Já os seus aliados miraram a ex-prefeita Vera Pontes lhe fazendo críticas depois dela ter deixado há 16 anos a prefeitura.

A expectativa era que o Prefeito Marcos Martins esclarecesse a opinião pública se realmente ele teria tido sua condenação anulada pelo STJ no processo em que ele foi condenado a 2 anos e seis meses de detenção por fraudar concurso público em 2002, o que não ocorreu.

Surpreendentemente o prefeito disse apenas que isso era uma questão jurídica e que ele não era advogado. Sem ser questionado pelo apresentador a respeito dessa questão jurídica, Martins preferiu atacar os comunicadores da rádio Araçá FM. “Em Marí, qualquer um sabe que a rádio (Araçá) é contra o prefeito, uma criança, um idoso, um estudante, um professor, sabe”, afirmou para em seguida emendar que a rádio não tinha audiência e nem credibilidade.

Após ser provocado Marcos falou dos vice em sua chapa, disse que tem vários nomes, todos estão se oferecendo, mas que não tem nada definido.

Já os seus aliados centraram fogo contra a ex-prefeita Vera Pontes. Assis Firmino chegou a lembrar que Marcos assumiu em 2001 com salários atrasados deixados pela ex-prefeita, bem como lixões em toda a cidade e de forma exagerada teceu elogios ao “jeito de governar” do prefeito.

Pena reduzida, mas condenação mantida – A 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a condenação do prefeito Marcos Martins, negando conhecimento de Habeas Corpus impetrado pelo gestor, mas decidiu conceder de oficio a redução da sua pena para 2 anos de detenção. Com a decisão, advogados de defesa do alcaide mariense acreditam que deve ocorrer a prescrição da pena. 

Leia também: Acordão do STJ reduz pena mas confirma condenação do prefeito de Mari por fraude em licitação e desmente versão de sua assessoria

Confira a seguir os documentos relativos a decisão da 5ª Turma do STJ as quais desmentem efetivamente as notícias veiculadas na imprensa pela assessoria do prefeito e propagadas por seus aliados de que ele teria sido inocentado no referido processo:

Telegrama comunicando a decisão da 5ª Turma do STJ

Certidão da STJ referente a decisão da 5ª Turma

Da Redação
Do ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48