sexta, 20 de julho de 2018
SIGA-NOS

Filme brasileiro, ‘Aquarius’ é aclamado pela crítica em Cannes; filho de vereador de Guarabira está no elenco



Publicado em sábado, maio 21, 2016 · Comentar 

pageUm filme brasileiro que concorre à Palma de Ouro no Festival de Cannes ganhou holofotes nesta semana por dois motivos. Foi parar na primeira página do jornal britânico The Guardian por conta do protesto, em pleno tapete vermelho, da equipe na cerimônia de estreia contra o processo de impeachment que afastou Dilma Rousseff da Presidência.

“O Brasil vive um golpe de Estado”, dizia um dos pequenos cartazes empunhados. “54.501.118 votos estão sendo queimados”, dizia outro.

Escrito e dirigido pelo pernambucano Kléber Mendonça Filho, Aquarius conseguiu também um segundo feito: foi aclamado por parte da crítica. Entre as referências positivas à qualidade artítistica e técnica do filme, aplaudido por vários minutos após a exibição, um destaque vem do também britânico Daily Telegraph, que estampou no título: “Aquarius vai fazer você querer morar no Brasil”.

“As complexidades da sociedade brasileira, com seus estratos sociais e raciais, e também a importância dos laços familiares, se transformam em uma teia de aranha para Clara e o enredo. No final, você fica feliz de estar envolvido naquilo, e sem vontade de se libertar”, escreve o crítico do jornal Robbie Collinm, que deu cinco estrelas, a nota máxima, para o filme, descrito como “magnífico”.

Aquarius, descreve o Guardian, conta a história de uma crítica de música, interpretada por Sônia Braga, pressionada a deixar seu apartamento, em Recife, por empreendores que querem derrubar o prédio para construção de um novo empreendimento. O jornal sugere uma metáfora como a situação atual do Brasil, em que Dilma foi afastada do governo acusada de “pedaladas” que mascararam o déficit das contas públicas e agora aguarda decisão final do Senado.

O francês Le Monde disse que a exibição do filme “confirma a tendência de que ele impõe como o mais belo de todos que vimos até agora (nesta edição do festival)”.

Para o jornal, o protesto do elenco foi “um gesto simples e forte, que ecoa a cólera fria e a determinação serena com que Clara, a personagem principal do filme, se opõe ao agente imobiliário que queria despejá-la do apartamento onde ela viveu a sua vida”.

Ao New York Times, Kleber Mendonça Filho disse: “O que está ocorrendo no Brasil agora é um golpe de Estado, mas um golpe moderno e cínico”, em reportagem publicada no dia 10 de maio.

O protesto de sua equipe acabou gerando polêmica no perfil do Festival de Cannes no Facebook. Em meio a várias mensagens de apoio, havia muitas críticas de brasileiros.

Daniel Porpino

O ator paraibano Daniel Porpino interpreta dois papeis no longa-metragem que marca a volta do Brasil a Cannes. Ele contracena com a personagem interpretada por Sônia e um dos papeis de Porpino é de marido de Sônia.

Daniel é filho do vereador guarabirense Lucas Porpino e sua carreira como ator vem se destacando nos últimos anos, recebendo cada vez mais convites para filmes e peças teatrais, sendo considerado uma grata revelação da nova geração de atores.

No começo desse mês, Daniel venceu o prêmio de melhor ator por sua atuação no curta-metragem ‘Redemunho’, da também paraibana Marcélia Cartaxo, exibido na 20ª edição do Festival CINE PE.

O Festival de Cannes chega ao fim domingo (22), quando acontecerá a aguardada premiação que pode dar a Palma de Ouro ao pernambucano Aquarius. As ótimas críticas recebidas pelo filme de Kleber Mendonça Filho, inclusive, têm colocado a produção entre as favoritas para levar a principal honraria festival francês. É o que mostra uma tabela divulgada pelo site Screen Daily, nesta sexta-feira (20).

De acordo as informações do site, o longa pernambucano disputa o prêmio principal, principalmente, com duas produções: a alemã Toni Erdmann, de Maren Ade, e Paterson, de Jim Jamursch (EUA). Em uma escala de 1 a 5 estrelas, Aquarius tem cotação de 3,0; Toni… 3,7; e Paterson, 3,5. Essas notas, no entanto, não são indicativos certeiros a respeito do resultado, mas mostram os principais candidatos.

O segundo longa-metragem de Kleber Mendonça Filho também está muito cotado para ser premiado na categoria de Melhor Atriz para Sônia Braga. A performance dela chegou a ser classificada como “digna de Oscar”.

Da Redação
Com Portal 25 Horas

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48