ExpressoPB

Justiça realiza primeira audiência com suspeitos de matar criança em ritual de magia negra


1447357828715-sumeNa manhã desta quarta-feira (18), aconteceu, no Fórum Desembargador Arquimedes Souto Maior Filho, no município de Sumé, a 264 km de João Pessoa, a primeira audiência de instrução e julgamento dos quatro acusados pela morte de Éverton Siqueira, de cinco anos.

A criança que teria sido assassinado durante um ritual de magia negra em outubro 2015, conforme inquérito da Polícia Civil. Os acusados foram indiciados por homicídio triplamente qualificado.

A juíza Michellini Jatobá informou que neste primeiro momento , serão interrogados um amigo da família, a mãe do menino, o padrasto e o suposto pai de santo que, de acordo com a Polícia Civil, comandou o ritual da morte da criança, além de testemunhas de defesa e acusação.

“Por ordem nós iremos ouvir as testemunhas de indicadas pela acusação e, em seguida, as indicadas pela defesa. Após isso iremos promover o interrogatório dos acusados, que foram todos indiciados por homicídio triplamente qualificado”, afirmou.

O pai, a mãe, o amigo da família e o suposto pai de santo foram denunciados pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) pelos crimes de ocultação e destruição de cadáver, morte por motivo torpe, vilipêndio a cadáver, associação criminosa, entre outros delitos.

A mãe, o padrasto e um amigo da família estão recolhidos em presídios de João Pessoa. Por motivo de segurança, o suposto pai de santo está preso na penitenciária da cidade de Catolé do Rocha. Defensores públicos nomeados para a defesa dos acusados estão presentes na audiência.

Da Redação
Com Paraíba.com

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *