quarta, 20 de junho de 2018
SIGA-NOS

VIOLÊNCIA: Cantor assassinado após show em JP, segurança assassinado e dois mortos durante aniversário em Santa Rita



Publicado em sábado, maio 7, 2016 · Comentar 

crimes-3Mais violência registrada na capital da Paraíba e na região metropolitana, na noite da sexta-feira (06) e madrugada deste sábado (07).  As ocorrências aconteceram no Funcionários I, no Centro e em Santa Rita conforme levantamento feito pelo expressopb.net.

No Funcionários I, um assalto seguido de homicídio foi registrado dentro de um supermercado na noite da sexta-feira (06). O segurança João Marcelo, 32 anos, foi assassinado a tiros dentro do seu local de trabalho, após uma dupla de assaltantes invadirem o estabelecimento comercial que já estava fechando, anunciarem o assalto e na fuga dispararam contra Marcelo. A arma do segurança ainda foi levada pelos criminosos.

A vítima ainda com sinais vitais, foi socorrida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu a caminho do Hospital de Emergência e Trauma.

Marcelo morava em Santa Rita, mas, morou toda sua infância e adolescência na cidade de Bayeux onde tem muitos amigos que lamentaram sua morte nas redes sociais.

Em Santa Rita, dois homens foram assassinados e duas pessoas ficaram feridas também na noite da 6ª no bairro de Várzea Nova. Dois deles foram socorridos num carro particular para a UPA Tibiri. Os outros, identificados como Márcio Sales da Silva, 19 anos, e Washington Guedes da Silva, 26 anos, morreram no local.

Segundo a polícia, era o aniversário de Washington e eles estavam comemorando quando foram surpreendidos por quatro bandidos. Os algozes chegaram num veículo modelo Siena efetuando disparos de armas de calibre 12 e 38.

O aniversariante ainda tentou fugir, mas foi alcançado pelos suspeitos. Ele morreu no local. Familiares disseram à polícia que o rapaz trabalhava como soldador e não possuía antecedentes criminais.

Márcio, a outra vítima, era ex-presidiário e a polícia vai investigar se ele era o alvo dos disparos.

A ação criminosa deixou um adolescente de 17 anos ferido por um tiro no ombro. O outro foi atingido por um disparo no tórax e, por causa da gravidade, precisou ser transferido para o Hospital de Emergência e Trauma da Capital.

Já na madrugada deste sábado (07) um cantor foi assassinado, após fazer uma apresentação no Centro Histórico de João Pessoa. De acordo com a polícia, Pablo Roberto de Lima Santos, conhecido como Pablo Scobá Dub, estava chegando no carro onde estavam a esposa e um casal de amigos, quando dois homens, um deles armado, tentavam realizar um assalto. Pablo teria questionado sobre o que estava acontecendo e um dos suspeitos atirou contra ele.

Antes do show, o cantor fez postagem nas redes sociais convidando para a apresentação da noite da sexta.

O caso está sendo tratado como latrocínio. A vítima foi atingida na região do coração e chegou a ser levada para o Hospital de Emergência e Trauma da capital, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

“Ele estava chegando no carro e viu os dois homens abordando a esposa dele e os amigos. Então, ele perguntou o que estava acontecendo ali. Foi quando o homem que estava armado atirou nele”, informou o delegado.

Ainda segundo o delegado, nenhum outro ocupante do carro ficou ferido e os dois suspeitos do crime fugiram. Pablo tinha 34 anos e era natural do Rio de Janeiro, mas morava na Paraíba. Ele havia feito uma apresentação no Casarão 39, na festa ‘Baile de Favela’.

O caso foi registrado por volta de 1h30. Até as 8h deste sábado a polícia ainda não tinha identificado os responsáveis pelo crime.

Além de cantor, Pablo era compositor e ativista da cultura Hip Hop. Ele inicou as atividades musicais ainda na década de 1990 e passou por bandas como Reação da Periferia e Esquadrão 38.

Da Redação
Do ExpressoPB/Informações de Portais

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48