terça, 11 de dezembro de 2018
SIGA-NOS

Ocorrências: Mulher é morta a tiros em Bananeiras, no brejo e quadrilha ‘toca terror’ ao explodir banco em Umbuzeiro, no Cariri



Publicado em quinta-feira, maio 5, 2016 · Comentar 

morte-arrombamentoNas ocorrências policiais da Paraíba entre a noite da quarta-feira (04) e a madrugada desta quinta-feira (05) duas ganharam destaque: uma em Bananeiras, no brejo, e a outra em Umbuzeiro, no agreste. Na primeira uma mulher foi assassinada e na segunda criminosos fazem reféns e explodem agência bancária.

Em Bananeiras, uma mulher de 22 anos foi morta a tiros dentro da própria casa, na zona rural do município. O crime aconteceu durante a noite, no Sítio Caboclo, e foi praticado por dois homens, que estavam em uma moto. A Polícia Militar identificou dois suspeitos, mas até 8h50 desta quinta-feira (5) ninguém foi preso.

“Os dois homens chegaram na moto, invadiram a casa e arrastaram a vítima até o quarto. Ela foi ferida com tiros nos rosto e morreu no local. A porta da casa estava aberta. Não houve arrombamento”, disse ele.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, os autores do crime teriam planejado a ação e conseguiram despistar os policiais da cidade. Momentos antes do crime, policiais estavam fazendo diligências pela zona rural, próximo ao local do crime, mas receberam a ligação de um trote com a informação de que estava ocorrendo um assalto no centro da cidade. O homicídio aconteceu no momento em que os policias saíram para averiguar o falso assalto.

O tenente Andrey Jonas disse que a polícia já identificou dois suspeitos e está realizado diligências. “Desde o momento do crime recebemos informações e já identificamos duas pessoas envolvidas com o planejamento e execução do homicídio”, disse o militar.

Já em Umbuzeiro  um grupo de pessoas foi mantido refém no início da madrugada  durante uma explosão a uma agência bancária.  Os criminosos fizeram os reféns de escudo humano para conseguir explodir o cofre. Ninguém ficou ferido. A sede da PM foi atingida por tiros. Essa não é a primeira vez que o banco é alvo de criminosos.

O crime aconteceu por volta das 23h30. De acordo com o sargento Everaldo Vieira, do Destacamento da Polícia Militar local, cerca de 20 homens encapuzados e armados com fuzis e pistolas fecharam as três entradas da cidade e iniciaram o plano criminoso.

“Os assaltantes estavam armados com fuzis 556 e 762, além de pistola. Os criminosos fecharam as entradas e saídas da cidade, fizeram um grupo de pessoas que estava em lanchonete com refém e foram para a sede do Banco do Brasil para explodir o cofre”, falou o sargento.

O policial confirmou que os reféns foram feitos de escudo humanos e colocados em frente ao banco durante o crime. “As pessoas foram liberadas assim que eles [assaltantes] conseguiram levar todo o dinheiro do cofre. Ninguém ficou ferido. Os caixas eletrônicos não foram violados”, comentou o sargento Everaldo.

Na hora da explosão, dois policiais estavam dentro do destacamento da PM, mas não revidaram devido ao poder de fogo dos assaltantes. A sede da polícia foi alvo dos criminosos. O grupo fugiu levando o dinheiro do cofre. Na fuga, grampos foram jogados em várias estradas que dão acesso a Umbuzeiro. Ninguém foi preso.

Um levantamento feito pelo Sindicato dos Bancários da Paraíba constatou que até esta quinta (5), 38 bancos foram alvos de ações criminosos na Paraíba.

Da Redação
Com informações do G1/Portal Correio

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48