sábado, 21 de abril de 2018
SIGA-NOS

Oficio assinado por presidente do instituto de Previdência de Bananeiras comprova prejuízos causados pelo prefeito aos servidores

Publicado em quarta-feira, Abril 20, 2016 · Comentar 

doc-bananDenúncia recente formulada pelos vereadores oposicionistas da cidade através dos parlamentares Gilson Rosário da Silva e Eraldo Azevedo que revelaram que o Instituto Bananeirense de Previdência Municipal (IBPEM) vem sendo prejudicado na atual administração que não, repassa as contribuições previdenciárias descontadas dos servidores, bem como a contribuição patronal foi confirmada através de documentos que comprovam que o atual presidente do IBPEM tem conhecimento dos débitos no Instituto decorrente ao não repasse por parte da prefeitura.

Em ofício assinado pelo presidente do IBPEM, Augusto Carlos Bezerra Aragão, o mesmo afirma: “A parte patronal (Prefeitura) existe algumas parcelas pendentes”, referindo-se a parcelas descontadas pela prefeitura dos servidores e não repassada aos cofres do IBPEM.

Para o vereador Gilson a confirmação do presidente do IBPEM só faz comprovar a denúncia já apresentada ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), bem como a Procuradoria Geral de Justiça. A denúncia já havia sido protocolada junto ao Ministério Público do Estado da Paraíba (MPE/PB) para que o mesmo investigue através de uma ação civil de responsabilidade o prefeito Douglas Lucena por atos de improbidade administrativa pelo não repasse constante dos valores descontados dos servidores ao IBPEM.

Entretanto o prefeito Douglas Lucena, informou recentemente a mídia paraibana que só conseguiu apresentar as obras existentes hoje no município porque está adimplente com o IBPEM: “Só conseguimos o volume de recursos que Bananeiras hoje visualiza e enxerga, com a quantidade de obras em andamento, porque estamos adimplentes, porque estamos em ordem com o IBPEM e com o regime geral, que é  o INSS”, disse o prefeito contestando o presidente do IBPEM.

Já o vereador aproveita também para levantar ainda o seguinte questionamento sobre a dubiedade de opiniões do presidente do IBPEM e do prefeito: “Em quem podemos acreditar no presidente do Instituto Augusto Aragão que assina um documento comprovando os débitos da prefeitura ou na palavra do prefeito que diz que está tudo a mil maravilhas?”, disse Gilson que acredita na palavra do presidente do IBPEM e não no prefeito que havia informado que o instituto estava totalmente adimplente.

13006560_1169847576382366_3238032548977256276_n

Redação
Com Assessoria

Comentários
Tags :


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48