domingo, 22 de julho de 2018
SIGA-NOS

PMDB da Paraíba decide pelo rompimento com PT, mas não entrega cargos; esposa de Vené continua na Funasa



Publicado em terça-feira, março 29, 2016 · Comentar 

Veneziano_DilmaAtual titular da coordenação da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) na Paraíba, Ana Cláudia Vital do Rêgo,esposa do deputado federal Veneziano Vital do Rêgo negou informações que tivesse entregado o cargo federal, na manhã desta terça-feira (29), devido ao rompimento do PMDB com o Governo Dilma.

Em contato com a reportagem do PB Agora, Ana Cláudia disse que hoje está dando expediente normalmente e que, até agora, não recebeu nenhum comunicado da Superintendência do orgão, ou da executiva nacional do PMDB para deixar o posto.

“Já estou trabalhando normalmente. Não recebi nenhum comunicado oficial por parte da executiva da Funasa nem por parte do PMDB. Hoje eu estou trabalhando normalmente, cumprindo meu expediente, e não entreguei o cargo”, disse.

A coordenadora adiantou que ainda não conversou com o esposo, o deputado federal Veneziano Vital, após a decisão tomada ontem pela bancada federal. “Desconheço qualquer tipo de informação que foi divulgado contrário, isso me causa até estranheza essa informação de que eu teria entregado o cargo, ainda não houve nenhuma orientação nesse sentido”, assegurou.

Durante reunião ontem o PMDB paraibano decidiu seguir a orientação nacional e romper com o Governo Dilma. A legenda tem três deputados federais e dois senadores. Em contato com o PB Agora, o senador José Maranhão negou que tivesse cargos no Governo Federal e, por isso, não precisava entregar nada. “De minha parte não tenho nenhuma indicação”, arrematou.

Os peemedebistas da bancada paraibana ocupam postos-chave no Congresso Nacional. O ex-governador José Maranhão é o presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado. O senador Raimundo Lira é o vice-presidente da Comissão de Assuntos Econômicos. O deputado federal Hugo Motta foi o presidente da CPI da Petrobras e é aliado do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Já o deputado federal Manoel Júnior é suplente na Comissão do Impeachment.

Da Redação
Com informações de Henrique Lima

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48