ExpressoPB

ASSISTA: O protesto corintiano contra a Globo, na tela da Globo


protesto-torcida-CorinthiansA torcida Gaviões da Fiel tem levado ao estádio, nas últimas partidas, diversas faixas de protestos contra a CBF, a Federação Paulista de Futebol e a Rede Globo. Nesta quarta-feira (02), diante do Santa Fe, pela Libertadores, não foi diferente, mas houve uma novidade: a transmissão da Globo exibiu o protesto com direito a comentários de Galvão Bueno.

O narrador leu o que estava escrito nas faixas, entre elas uma que dizia “Futebol refém da Rede Globo”, mas defendeu a empresa onde trabalha citando que é a única emissora pública entre as três que transmitem a Libertadores deste ano – como faz há muitos anos, completou. Mesmo assim, Galvão concluiu dizendo que “protestar é um direito do cidadão”.

O mais curioso é que um membro do Ministério Público, que diz estar lutando contra as torcidas organizadas – e deve mesmo, no que se trata de brigas, agressões e tumultos, defende a repressão a um ato pacífico como o de exibir faixas.

“O promotor Paulo Castilho, do Ministério Público, que há anos tenta enquadrar as torcidas organizadas, defendeu, por outro lado, que a FPF pode exigir a repressão dos protestos caso ache necessária, conforme falou em entrevista à Rádio Jovem Pan.”

Como diz o próprio Galvão e repete, com ironia, o Paulo Henrique Amorim, “a coisa já este melhor para a Globo”.

Da Redação
Com Jovem Pan

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *