domingo, 16 de dezembro de 2018
SIGA-NOS

Água acumulada em vestuários de estádio vira criadouro de Aedes aegypt, denuncia vice-prefeito de Bananeiras



Publicado em segunda-feira, fevereiro 22, 2016 · Comentar 

Matheus entrevistaSabedor da importância do combate eficaz ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus o vice-prefeito de Bananeiras e pré-candidato a prefeito em 2016, Matheus Bezerra (PMDB), fez um apelo aos bananeirenses para colaborarem no combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, que segundo o Ministério da Saúde tem sido o responsável pelo crescimento dos casos de microcefalia. Ele cobrou também providências da prefeitura em relação ao combate ao Aedes aegypti, pois desportistas da cidade denunciam que em pleno campeonato municipal de futebol de campo de Bananeiras, o vestiário do estádio municipal se tornou um viveiro de mosquito transmissor da dengue.

Matheus enfatizou que a população tem um grande papel nessa luta em defesa da vida, realizando gestos simples que impedem a proliferação do aedes como evitar água parada. Para ele, todos os brasileiros, e, particularmente, os bananeirenses tem a responsabilidade para controlar o mosquito. O peemedebista disse que ficou preocupado com as imagens que chegaram ao seu conhecimento por parte dos desportistas da cidade do descaso do atual prefeito com o estádio municipal que se tornou um verdadeiro viveiro de mosquito transmissor da dengue, em pleno campeonato municipal de futebol de campo de Bananeiras.

IMG-20160221-WA0011

Um dos motivos que levou o peemedebista a cobrar enfaticamente um posicionamento rápido e eficaz da prefeitura foi o descaso por parte da Secretaria Municipal de Saúde e de Esportes de Bananeiras que vem permitindo a criação de um verdadeiro balneário para proliferação do mosquito transmissor da dengue aedes ageyptis no vestiário do estádio municipal que acumula centenas de litros de água parada a cada chuva o que permite a procriação do mosquito, tornando-se um risco a saúde dos desportistas, bem como da população em geral de Bananeiras. Matheus cobra do prefeito uma imediata solução seja pela construção de uma cobertura que proteja os vestiários das chuvas como um projeto eficaz de macrodrenagem para o estádio muncipal.

 Matheus lembrou ainda que no último dia 1º, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que o surto do vírus Zika é uma emergência de saúde pública internacional, que exige resposta urgente e única, com vigilância máxima pelos governos de todo o mundo. Segundo a organização, o vírus está se espalhando muito e de maneira rápida, com consequências devastadoras.

 Ele ressaltou ainda nessa epidemia, não podemos separar as cidades e o mundo rural, visto que o vírus não tem fronteira, o que exige cuidados redobrados por patê do poder público.

Da Redação
Com Assessoria

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48